O Ataque das Patentes – Parte II

No passado dia 14 de Julho, a Spotify, que presta um serviço de streaming musical supostamente revolucionário que tem feito furor na Europa desde 2006, abriu portas nos Estados Unidos. No dia 28 de Julho foram processados pela Packet Video por violarem patentes que supostamente cobrem a tecnologia que a Spotify usa para fazer streaming. Patentes que foram atribuídas a uma empresa que a Packet Video comprou em 2007 e que datam originalmente de 1995, uma altura em que, como é sabido, já estava tudo inventado nesse campo.

Nada que quem tivesse ouvido este programa, ou lido isto, não estivesse à espera.

Aguentaram-se 14 dias. Um sonho.

2 pensamentos sobre “O Ataque das Patentes – Parte II

  1. José António Salcedo

    Concordo que o sistema vigente nos EUA, referente a patentes, constitui – em enorme medida – um entrave à inovação. Os “patent trolls” condicionam de forma brutal o que se pode ou não fazer. O sistema deveria ser profundamente revisto; infelizmente, tem ido de mal a pior.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.