O impressionante caso do suicida que deixou um longo ensaio filosófico

No dia 2 de junho, publiquei no meu blog a assustadora história, contada por Theodore Darlymple no City Journal, de Stephen Griffiths, estudante de PhD na University of Bradford, na Inglaterra, que nas horas vagas era um assassino em série.
Hoje recebo por email de um amigo brasileiro, Felipe Ortiz, outra história impressionante. Em 18 de setembro do ano passado, Mitchell L. Heisman, de 35 anos, se suicidou com um tiro na cabeça nas escadarias do Memorial Church Saturday, da Universidade de Harvard, em frente a um grupo de 20 turistas.
Nada de novo, você deve estar a pensar. Pois. À diferença dos outros suicidas, Heisman, formado em psicologia, criou o site Suicide Note para lá publicar o que supostamente seria um impressionante tratado filosófico niilista, ou, talvez numa perspectiva mais adequada, uma justificativa filosófica para o seu suicídio, com 1.905 páginas. Eis o sumário:

Exordia:

Freedom of Speech on Trial

How the Very Act of Repressing this Work Can Verify Its Freedom of Speech Hypothesis

An Experiment in Nihilism

What the hell happened to reason?

Part I:

God is Technology

How the Singularity of Monotheism Transcended Biology and Primed the Technological Genesis of God

The Seditious Genius of the Spiritual Penis of Jesus

How Christianity’s Subversion of Kin Selective Altruism Evolved into the Modern Idea of Social Progress

Absolute Purity

The Secularization of Hell within the Desecration Machine of Auschwitz

Part II:

A Vendetta Called Revolution

How Ethnic Hostility between Anglo-Saxons and the Normans Who Conquered Them Evolved into Liberal Democracy

Converse Cognates

Why the Norman Conquest was the World-Historical Ass-Kicking that Deflected the English-speaking World from the German Path to Nazism

Creating God and the Evolution of Genetic Suicide

Why Liberal Democracy Leads to the Rational Biological Self-Destruction of Humans and the Rational Technological Creation of God

Terminus:

The Punchline

Background Research for an Experimental Elimination of Self-Preservation and other Biasing Biological Factors

Selected Bibliography

(What suicide note would be complete without a bibliography?)

Para deixar essa história ainda mais cinematográfica foi criada uma página no Facebook em homenagem a Heisman e que atraiu admiradores.
O sumário levanta questões que me interessam, mas meu interesse em ler esse texto, confesso, foi realmente despertado pela afirmação de Alex Klein, do blog Ivygate, de que o Suicide Note é um texto bem-humorado. O que dizer de um sujeito que escreve um longo e bem-humorado ensaio para justificar o seu suicídio e efetivamente se mata nas escadarias de uma igreja? Uma tragédia, concordo. Mas haveria uma forma mais desgraçadamente bem-humorada de fazê-lo?
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.