Da histeria à volta da Moody’s

Numa altura em que a imprensa vai alimentando a histeria anti-Moody’s, no nosso típico comportamento de arranjar bodes expiatórios para os erros do passado, convém lembrar algumas coisas básicas:

1. Portugal está falido. Sem ajuda externa, teríamos entrado em incumprimento em Junho. Entre os outros dois países da zona euro que pediram ajuda externa, um já tem plano de reestruturação da dívida.

2. Para a maioria dos leitores deste blog a frase seguinte é uma evidência mas para quem ler a imprensa portuguesa não é: a Moody’s não classificou Portugal (o país) de “lixo”, mas sim colocou a dívida soberana de Portugal como tendo classificação “Ba”, o que no jargão dos investidores é chamado de lixo. A definição da Moody’s é que dívida classificada como “Ba” tem um risco substancial de não ser paga, o que não se afasta muito da realidade.

3. Não há oligopólio nas agências de rating. Existem dezenas de agências de rating, incluindo uma portuguesa. Se a Moodys não é credível, qualquer entidade pode pedir rating a uma outra agência.

4. As companhias de rating apenas emitem opiniões que podem, ou não, estar certas e podem, ou não, ser seguidas. O motivo pelo qual se dá maior importância à Moody’s do que às outras dezenas de agências é pura e simplesmente porque a Moody’s tende a prestar informações mais certeiras do que as outras. Tendo estado errada no passado (por exemplo, no caso do subprime), a Moody’s tem um historial de estar mais vezes certa do que errada.

5. O impacto legal das notações das agências de rating foi decidido pelos reguladores, contra a vontade das próprias. Em 2001, aquando da discussão dos acordos de Basileia II, a Moody’s mostrou-se contra a utilização dos seus ratings na definição dos rácios de capital dos bancos.

6. Quem achar que a Moody’s não tem razão, tem uma boa oportunidade de negócio. Pode ir ao banco e pedir para investir as suas poupanças em dívida Portuguesa a 3 anos. Neste momento a taxa de juro está à volta dos 20% o que é um excelente negócio para quem, ao contrário da Moody’s, não achar que Portugal pode deixar de pagar a dívida.

10 pensamentos sobre “Da histeria à volta da Moody’s

  1. Max Cady 128

    http://www.moodys.com/research/Moodys-downgrades-Portugal-to-Ba2-with-a-negative-outlook-from?lang=en&cy=global&docid=PR_222043

    Sobre o segundo ponto, li o comunicado da Moody’s, em lado nenhum aparece o termo “junk”, logo chega-se à conclusão que as técnicas de tradução que se ensinam em Portugal têm a estranha tendência de omitir/pôr-palavras-na-boca-das-pessoas/inventar informações que não estão lá.

    Exemplo: O relatório da OCDE

    http://blasfemias.net/2010/09/28/e-o-que-diz-mesmo-o-relatorio-da-ocde/

  2. Luís Lavoura

    Sobre o ponto 6: a oportunidade de negócio não é (para um particular) assim tão boa, dado que um particular que queira comprar, e manter durante três anos, obrigações do Tesouro português, pagará ao banco uma data de comissões (de compra, de custódia, e de embolso dos juros), mais ainda o imposto sobre os juros finais. Será tudo menos um lucro limpo de 20%…

  3. Guest69

    O país está nesta situação devido ao senhor Passos Coelho, que chumbou o PEC 5. Se tivesse votado a favor, portugal não tinha pedido ajuda ao FMI.

    Portugal daqui as uns dias já está pior que a Grécia.

    Obrigado Senhor Passos Coelho

  4. Quanto ao ponto 6 se me arranjares um banco que aceite as próprias obrigações como colateral do empréstimo (e com um custo inferior aos juros liquidos) é já na segunda feira…

  5. Carlos Guimarães Pinto

    João Cardiga, parece que há quem faça isso. O problema é que são empréstimos com um dia de maturidade que vão sendo renovados diariamente à discrição do credor. Arriscas-te a daqui a 6 meses não te renovarem o empréstimo e ficares com uma dívida que nos 2.5 anos seguintes provavelmente entrará em default.

  6. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.