O FMI e a metadona europeia

(via página do Facebook do PSD/Porto)

Pois, os números não enganam. José Sócrates é uma espécie de toxicodependente, viciado em dívida, que vem agora gabar-se – depois de ter “torrado” o património da família, deixando-a na penúria por muitos anos – que fez um bom acordo com o dealer, que lhe permite aguentar as dívidas, no curto prazo, e ainda lhe emprestou mais uns trocos para continuar a consumir, desde que intercale com metadona. Porreiro, pá!

4 pensamentos sobre “O FMI e a metadona europeia

  1. Euro2cent

    Há que notar que o grande chuto para a veia inicial foi do camarada Silva (e muitos sanguessugas aí apanharam o gosto).

    Isto, claro, sem tirar o mérito aos artistas correntes. Levaram a miséria abjecta do viciado a uma arte pública.

  2. Pingback: Alguém ainda tem dúvidas? « 25 de Novembro sempre !

  3. Pingback: Verborreias selectivas « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.