Vinho de Carcavelos

Enquanto continua a envelhecer o vinho da região onde, centenas de anos atrás, o marquês de Pombal “pisava” uvas, decidi matar a curiosidade – iniciada aqui e inspirada no recente Despesa Pública – sobre quanto a Câmara Municipal de Oeiras gastou, nos últimos anos, neste produto essencial para os oeirenses (por ordem cronológica):

Pelo menos 500 mil euros já “investidos” no que os oeirenses esperam ser… um sucesso de mercado.

7 pensamentos sobre “Vinho de Carcavelos

  1. Pingback: Programa de governo insurgente: Finanças « O Insurgente

  2. Ricardo C.

    Se considerarmos um vinho de mesa, trata-se de uma fraude. Se entendermos que é o preço a pagar pela preservação de um vinho raro e em vias de extinção que faz parte dá-memória e da cultura da região demarcada de Carcavelos (que se estende até à ribeira de Caparide), não me parece que seja propriamente dinheiro mal gasto. Não é o valor de uma barragem ou de uma auto-estrada, mas apenas o valor de uma rotunda pequena…

    Sermos liberais e cuidadosos com os gastos não nos deve embotar a capacidade de ver para lá dos números. É uma tarefa desta dimensão e importância para dois concelhos (e para o país, presumo) tem um preço a pagar. Que neste caso parece razoável.

  3. Pingback: Alcoólicos (pouco) anónimos – O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.