O fenómeno português

Ontem, na entrevista à TVI o chefe máximo da propaganda voltou a estar bem consigo mesmo: anunciou que se quer amigar num consenso com o PSD (que a toda a hora é criticado com ferocidade  por si mesmo e pelos subordinados) e jurou que ia pedir ajuda financeira depois das eleições. A pergunta que importa fazer é: alguém dúvida ainda dos dotes sobre-humanos da criatura? É que antes de pedir a demissão, já sabia a data das eleições e da necessidade do pedido de ajuda. A necessidade de alguma verdade no discurso e na prática…é que está quieto.

Neste contexto narrativo, tão peculiar, vale a pena ler o David Levy.

Os socialistas consideram a ideia de reduzir direitos nas pensões uma ideia perigosa. O  partido que faliu o país, que empobreceu os portugueses como há muito não se via, e que fez a maior redução de pensões da história, consegue produzir este tipo de declarações com o maior à-vontade e com uma impunidade quase absoluta.
É impressionante a forma como os socialistas estão a fazer o mal e a caramunha, a ponto de Portugal se arriscar a entrar no anedotário europeu – e até mundial – de reeleger um Governo que o levou à bancarrota. Se isso acontecer, a responsabilidade será unicamente dos eleitores que,  dispondo de todas as evidências, parecem ser incapazes de escrutinar as enormidades propagadas pela máquina de propaganda do Governo.

8 pensamentos sobre “O fenómeno português

  1. a.marques

    A COISA PROMETE
    O grande sinal esteve na entrevistadora, que já pode tratar Sócrates como um manipulador derrotado. Notável metamorfose entre o respeitinho colaborante bem recente e o impulso actualizado e desmistificador na cavalgada da onda.

  2. ruicarmo

    De facto, até um pavão – daqueles com penas – se meteu na entrevista, introduzindo barulho de fundo. Hoje deve ter ido visitar o veterinário de São Bento.

  3. Manolo Heredia

    Eu cá desconfio sempre das análises que deduzem ser o povo estúpido…
    Sócrates vai ganhar por falta de comparência dos adversários, os quais, sentindo que o pote vai estar vigiado, metem as mãos pelos pés em relação ao que farão se forem para o poder. Na verdade não têm o interesse de outrora em governar (se).

  4. manelsalsas

    Não creio que haja dúvidas quanto a isso, parece-me é que está mais preocupado em não perder direitos do que resolver os problemas de fundo, mas isso já é outra conversa.

  5. ricardo saramago

    Os portugueses não serão mais estúpidos que outros.
    Mesmo os mais desfavorecidos pela biologia, sabem que o homem é um reles trafulha e que arruinou o país.
    Sabem isso, mas não se importam.
    A falta de imaginação em que vivem, impede-os de antecipar o que os espera.
    Só quando forem confrontados na carne com as consequências, vão reagir.
    Essa hora, a hora dos demagogos e candidatos a ditadores, está a chegar.
    E o primeiro candidato, o nosso engº, já está em campanha…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.