Inflação!? Não, que ideia!…

O João Galamba, na sua luta imaginária com economistas que acreditam que a economia é uma ciência exacta, afirma que a expansão monetária não tem uma relação causal com a inflação. Curioso que alguém tão relativista no método tenha uma posição que requer um absoluto: A omnisciência da entidade emissora de moeda, necessária para que o crescimento monetário seja just right para as condições de crescimento potencial da economia.

É que das três uma:

  1. O crescimento da massa monetária é menor que o crescimento da economia, o que deverá resultar numa redução do nível de preços resultante do aumento da escassez relativa da moeda
  2. O crescimento da massa monetária é exactamente certo para o crescimento da economia, pelo que o nível de preços é estável
  3. O crescimento da massa monetária é maior que o crescimento da economia, o que deverá resultar num aumento do nível de preços ou na criação de bolhas especulativas em algumas categorias de activos

Assim sendo, e tendo em conta o contexto em que vivemos, com bancos centrais que imprimem moeda sem qualquer valor intrínseco, o mais normal é cairmos na situação 3. A situação 2 está reservada para os tais banqueiros centrais omniscientes que só existem na imaginação de alguns monetaristas demasiado literais ou na do João Galamba. (Neste caso certamente aconselhados por políticos omniscientes, escolhidos pelo povo num raro momento de iluminação, sentados naquelas cadeiras computorizadas que Salvador Allende queria instalar no Chile.)

Um exercício que pode ser facilmente feito é verificar a evolução do chamado “índice Big Mac” ao longo do tempo. Na figura abaixo, vemos a evolução do preço médio do Big Mac (em USD) nos EUA desde 1990. O crescimento da “inflação implítica” nos últimos anos é notável.

Podemos agora comparar com a evolução da massa monetária (M2, em triliões de USD) no mesmo periodo.

A comparação dificilmente permite tirar outra conclusão que não seja a de que o aumento do nível de preços resulta do aumento da massa monetária. Quase todos os efeitos esperados estão presentes: O aumento do M2 antecede o aumento de preços; o CPI oficial não reflete totalmente esse aumento; os preços não sobem tanto como o aumento do M2, pois houve algum crescimento económico pelo meio.

Anúncios

6 thoughts on “Inflação!? Não, que ideia!…

  1. DavC

    Mágica? A circulação da moeda tem uma velocidade, agora se ela é constante ou se varia já é outra discussão.

    De qualquer forma, acho que o comentário do CN nesse post do Joao Galamba é que diz praticamente tudo.

  2. oscar maximo

    Tenho a impressáo que acreditam mesmo em mágica, ou seja, crescimento infinito no mundo finito. O crescimento agregado está guase a bater na parede. Essa primeira restrição chama-se caudal de energia líquida disponivel.

  3. CN

    “A circulação da moeda tem uma velocidade”

    Como se mede a velocidade? Pela própria equação que a torna existente. Não tem definição independente por isso é inútil.

    o que é preciso saber é que:

    – mais moeda, ceteris paribus, um qualquer preço ou conjunto de preços aumenta
    – a moeda adicional, tem de entrar na economia por um qualquer ponto, que beneficia os seus primeiros utilizadores
    – as alterações nos preços dificulta a coordenação económica

  4. Carlos Santos

    Eu tive um debate sobre este tema neste blogue há 2 anos. Hoje confesso o erro. O problema é que a visão monetarista à Friedman supõe uma definição de inflação que dá sempre razão aos socialistas, mas uma visão austríaca permite compreender a crise que eles ainda chamam de “procura”. Quando se vê a formação de bolhas pelo acumular de crédito, seja em Pequim, tenha sido nos EUA, tenha sido na Irlanda ou na Espanha, ou seja no mercado de ouro, conclui-se que o CN tem absoluta razão na perspectiva de que algum preço tem de subir quando a moeda entra na economia sem correspondente real.
    A própria dívida portuguesa, fora outros factores, é uma ilusão do crédito fácil em que se viveu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s