Sobre a vergonha

Em artigo no DN, Ferreira Fernandes encontra em vários lados “maiores culpados” do que ele sobre o estado calamitoso do país e da vergonha que o mesmo lhe causa. Podemos relevar alguns aspectos que sugerem alguma inveja mesquinha nas suas lamentações sobre as jantes de liga leve e as garrafas de Pêra Manca alheias. Já não fica tão fácil ignorar a facilidade com que se descarta da sua quota parte de responsabilidade. Primeiro enquanto eleitor, tal como a grande maioria do povo português, que consistentemente elege políticos incapazes (e pior do que isso escolhas políticas inadequadas). Segundo, muito mais importante, enquanto jornalista e opinion maker, quando desculpabiliza, pelo menos por omissão, os governantes actuais e passados. Com tanto dedo apontado a bancários, jornalistas, empresários, professores, estudantes, autarcas, pobres e ricos, é extraordinário que não sobre nem uma acusaçãozinha para os actuais governantes (reduzidos a feitores humildes) e os seus antecessores.

2 pensamentos sobre “Sobre a vergonha

  1. JoaoMiranda

    Ferreira Fernandes explora a velha crença de que o sistema não funciona porque os cidadãos não são virtuosos. No fundo, o socialismo é o caminho a seguir, faltam bons socialistas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.