Para (e da) Líbia com amor

Interessante análise de como a comunicação institucional é marcante, mesmo (ou principalmente) na política internacional. Os passos –parados (?)- da reabilitação de Kadhafi.

Dentro do mesmo espectro de PR, quanto terá custado a campanha rosa do deserto síria?

3 pensamentos sobre “Para (e da) Líbia com amor

  1. ruicarmo

    Caro MCB,
    se é Portugal a presidir ao comité de sanções, tendo em conta a experiência aqui na terra, penso que em tempo útil as autoridades líbias estarão safas.

  2. Pingback: De Damasco para Tripoli: pózinhos de paz « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.