O tr(i)unfo verde

Another Triumph for the Greens.

To go with toilets that don’t flush and light bulbs that don’t light, we now have dishwashers that don’t wash.

Descobrir. O que têm em comum os cépticos com pedófilos, homofóbicos, racistas?…

10 pensamentos sobre “O tr(i)unfo verde

  1. Euro2cent

    Eu é que estou a ficar “grossly intolerant” de toda esta imbecilidade jacobina.

    Ainda por cima, passam a vida a descobrir que fizeram asneira e têm que triplicar a dose noutro disparate qualquer.

    Por exemplo, daqui a um par de anos vão descobrir que as miríficas lâmpadas economizadoras fluorescentes, uma vez pifadas, não se podem deitar ao lixo porque estão cheias de mercúrio. Toca a arranjar recolhas especiais …

  2. Pingback: Tweets that mention O tr(i)unfo verde « O Insurgente -- Topsy.com

  3. Luís Lavoura

    “we now have dishwashers that don’t wash”

    Isto é verdade com todas as máquinas de lavar louça – em todas elas, uma pessoa tem que lavar o pior da loiça antes de a pôr na máquina. A máquina só serve para tirar os últimos restos de gordura e pôr a loiça a brilhar…

  4. Carlos Duarte

    Caro Rui Carmo,

    Vc. consegue quantificar os custos com o tratamento das águas fluviais, para remoção de fosfatos? Quando o Guadiana fica verde, Vc. acha que fica assim porquê? Consegue quantificar o impacto na população de peixes?

    Eu, que agora vivo no Reino Unido e trabalho no sector de tratamento de águas, posso-lhe dizer que a partir de 2012 os níveis de descarga à saída das ETAR em termos de fósforo será de menos de 1 mg/L. Isto porque com os limites anteriors (10 mg/L), continuavam a existir problemas sérios de eutrofização não só em água doce como em zonas costeiras, com custos MUITO significativos na sua limpeza e um impacto sobre as economias locais. Como consequência da alteração dos limites, posso-lhe dizer que os custos para o consumidor final iram subir entre 15-20% nos próximos anos.

    Ou seja, podemos continuar a gastar os mesmos detergentes, para acabamos por pagar o mesmo nos custos de tratamento da água. Uma medidade que obrigue os fabricantes de detergentes a reduzir de forma substancial a quantidade de fosfatos utilizados resultará em menor custos para os consumidores (e, no máximo, resultará num custo descriminado, pois quem lava mais louça pagará MAIS do que quem não lava, contra a situação actual que pagam todos o mesmo).

  5. ruicarmo

    Caro Carlos Duarte,
    sou um leigo que não tem respostas às suas perguntas. Penso que os textos linkados “falam por si próprios” e que alertam para exageros notórios e que o seu comentário não os “descredibiliza” em nada.
    Mas como trabalha na área, poderia fazer o favor de as responder e assim contribuir para o debate.
    De qualquer modo, registo que são os detergentes os responsáveis por tornar o rio Guadiana verde. Muito lava aquela gente.

  6. Quando a malta começar a despejar na máquina pazadas de detergente de forma a compensar a sua ineficácia quero ver como ficarão as coisas.

    Esta coisa anda sempre à volta da mesma mania: pensa-se que as leis da física seguem a legislação.

  7. Carlos Duarte

    Caro Rui Carmo,

    No caso do Guadiana são fosfatos e nitritos provenientes da agricultura.

    Se quiser ter uma ideia da situação europeia, aconselho-o a ler o relatória da Comissão Europeia datado de 2007 (COM/2007/0234 final).

    Em relação ao seu artigo, referente aos EUA, convém relembrar que grande parte das máquinas de lavar americanas são antiquadas quando comparadas com as europeias, e não dispõe de sistemas de descalcificação internos (correntemente conhecidos como “o sal para a máquina”), o que agrava em muito o desempenho dos detergentes com baixos níveis de fosfato.

  8. ruicarmo

    Caro Carlos Duarte,
    obrigado pela contribuição.
    Acaba por ir de encontro ao que pretendo quando afirma “No caso do Guadiana são fosfatos e nitritos provenientes da agricultura” … algo diferente das questões focadas nos artigos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.