O respeito, sempre o respeito

A leitura deste texto do Francisco José Viegas faz-nos ver que o problema não está apenas na Constituição. Encontra-se, antes do mais, no modo como nós encaramos o texto constitucional: uma protecção do estado contra os interesses do cidadão, apesar dos interesses do cidadão e além dos interesses do cidadão. Unicamente em prol do poder.

Ou seja, exactamente o contrário do que uma Constituição deve ser.

Um pensamento sobre “O respeito, sempre o respeito

  1. Pingback: Tweets that mention O respeito, sempre o respeito « O Insurgente -- Topsy.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.