Contra-exemplos*

Felizmente, existem sempre contra-exemplos à tese política de que, se não noutras áreas de engenharia social mais complexa, o Estado prova a sua necessidade pelo menos em casos de organização social como a tragédia natural, ordenamento de território, etc, tese assente na premissa antropológica de que o ser humano é um coitadinho destituído de capacidade de planeamento e que apenas se relaciona socialmente por egoísmo primário, logo cuja capacidade/vontade de organização social espontânea é nula.

Felizmente, enquanto estamos à espera que o Estado decida a vida dos afectados pelo tornado em Tomar, com o Bloco de Esquerda a chorar no terreno que é «impensável que seja de outra forma», 30 técnicos ofereceram espontaneamente os seus serviços para apoiar a população, e o número está a aumentar.

*qual seria a quantidade de contra-exemplos na sociedade portuguesa se o Estado não fizesse concorrência à organização espontânea?

3 pensamentos sobre “Contra-exemplos*

  1. E ainda maior concorrência à organização programada e de gestão, como o caso dos contractos de seguro. Estes estão transformados em meras diligências para cumprimento legal – maioritariamente em automóvel e acidentes de trabalho – deixando de ver reconhecida a sua característica natural e primária de instrumento de gestão do risco, essencial a qualquer negócio e a qualquer indivíduo responsável pelo seu destino.

  2. Por acaso o Nobel da Economia de 2009 (bem, não é exactamente o Nobel) foi para o trabalho de Elinor Ostrom que explica muito desse assunto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.