Ciganos e Raciocínio Circular

Django Reinhardt

Como seria de esperar, esta conversa da expulsão dos ciganos degenerou numa luta entre o bem e o mal. Pode ser óptimo para alimentar blogs mas, lamentavelmente, a metafísica não tem grande historial como política social.

A minha tese em relação a este tema é simples: os ciganos são vítimas do nosso raciocínio circular. Ou seja, os ciganos são o que são porque nós os deixamos. Porque é que nós os deixamos? Porque eles são o que são. Sendo assim, o melhor é largá-los no meio do mar. Ou na Roménia.

Entrar em questões de ovos e galinhas é completamente inútil. Assim como é ínutil tentar “mudar” os ciganos para os “integrar”. O que não é inútil é enterrar de uma vez por todas a ideia de que a lei não se aplica a outras “culturas”. Ou, pior do que isso, que só se aplica quando dá jeito.

Qualquer patego pode ir à wikipedia e descobrir quais são os pilares do estado de direito, do tal governo de leis e não de homens: igualdade de todos perante a lei, sujeição de todos perante a lei e certeza da aplicação da lei. Querem direitos do homem? Comecem por inserir os ciganos na comunidade política que confere esses direitos e depois avançamos a partir daí.

Um pensamento sobre “Ciganos e Raciocínio Circular

  1. Pedro

    Tomás , eu só não concrodo com o facto de serem deportados em massa à semlhança do que Hilter, stalin, Franco etc fizeram . Qaunto mais não seja porque esta medida do Sarlozy pode abalar o edifício Comunitário , expulsar um povo é mais do que uma mera questão de segurança interna…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.