Falta de vergonha na cara

A propósito de uma eventual proposta de criação de um imposto europeu, acabo de ouvir Durão Barroso dizer, textualmente, o seguinte: ” Agora vamos ser completamente honestos: se estamos numa situação em que os Estados-Membros têm uma grande pressão sobre os seus orçamentos, se eles não podem manter ou aumentar a contribuição para a União Europeia, e se a União Europeia precisa de fundos para levar a cabo os seus objectivos, de algum lado têm de vir esses recursos”.

É muito comum, mesmo entre os contribuintes, esta ideia de que os Estados-Membros têm dinheiro. Mas não têm. O dinheiro que têm provém, directa ou indirectamente, dos contribuintes. Portanto, com toda a lata deste Mundo, aquilo que Durão acaba de sugerir é nada mais nada menos do que a total asfixia fiscal dos europeus: já esmagados pela necessidade de alimentar as vorazes máquinas do Estado Social em que vivem, são agora obrigados a alimentar a voraz máquina de uma constelação institucional que nunca referenderam ou validaram e que, em tempos de crise, prefere atingir os cidadãos a reformar-se.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Falta de vergonha na cara

  1. JS

    … “a União Europeia precisa de fundos para levar a cabo os seus objectivos” Que objectivos? Mais luxos asiáticos para aquele monte de burucratas bem pagos? à custa do, já tão explorado, contribuínte?
    Apenas mais um caricato episódio de “o poder” e o seu gosto pelo “centralismo”, desta vez com raízes maoistas. (O homem está mesmo corroído pelo … por aquele poder).
    PS. Anedótico ver os dois maoístas (C. Bendit), por fim, felizes, na torre de marfim, a degladiarem-se.

  2. Então não era este o perigoso neo-liberal que a extrema esquerda tanto nos avisou ir destruir a “europa social” ou lá o que era?

  3. Lusitânea

    Os socialistas da UE precisam de dinheiro do contribuinte europeu para salvar o planeta…mesmo os nos países pobres que têm armas nucleares…depois eu é que sou desmancha prazeres…

  4. JP

    Durão Barroso, recorde-se, insurgiu-se veementemente e publicamente contra os malditos “crisofilistas”. O discurso de ontem cheira a intenções guterráqueas, daquelas tipo “temos de avançar”, “o mundo olhará para nós com outros olhos” ou “queremos um país melhor, mais justo, mais equilibrado”. Característico de quem tem o poder mas está perdido e não sabe o que fazer.

  5. o fantasma

    Vamos lá entender.Aa palavras são dele,Durão Barroso.Diz ele: Agora vamos ser completamente honestos.Isto é a confirmação pura e simples de que eles não têm sido honestos. Ele o disse.Nós acreditamos.Ainda bem que não esqueceu tempos passados,e lá fez autocritica.Assim está bem.Ele disse,vamos ser,não disse vou ser,o que é completamente diferente.Será que os parceiros dele,vão enfiar o barrete e aceitar calados? Vamos esperar p’los novos desenvolvimentos,desta desassombrada novidade.
    AGORA VAMOS SER COMPLETAMENTE HONESTOS.Está tudo doido.

  6. Pingback: Top posts da semana « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.