Disponível para ceder

Há dias, o Público informava os potenciais interessados (presumo que um escasso número de pessoas) de que o dr. Passos Coelho estava disponível para fazer algumas “cedências” ao Governo na negociação do Orçamento de Estado. Não surpreende. Quantas vezes, desde que Passos Coelho chegou à liderança do PSD, é que o partido laranja “ameaçou” o PS de que iria derrubar o Governo? E quantas vezes é que realmente fez alguma coisa nesse sentido, ou obteve alguma cedência da parte do PS para o evitar? Desde que passou a ser “líder” da “oposição”, o dr. Passos Coelho só não tem mostrado disponibilidade para manter a palavra. Cedências, por outro lado, nem sequer é preciso pedir-lhe. Segundo o Público (e a propaganda “passista”), o líder do PSD fá-lo em nome do “interesse do país”. Na realidade, Passos Coelho fá-lo em nome de uma curiosa “estratégia” que pretende ao mesmo tempo mostrar que o PSD é “diferente” (através dos “ultimatos” e “ameaças” de derrube que faz a Sócrates) mas ao mesmo tempo “responsável” e “dialogante” (com as tais “cedências”). Para seu azar, e principalmente, para azar dos portugueses, a única coisa que consegue é manter o Governo no poder, e o país no lamaçal em que (mal) vai sobrevivendo.

Um pensamento sobre “Disponível para ceder

  1. o fantasma

    Não se trata de querer ou não querer governar.Trata-se simplesmente de saber ou não saber governar.Não tem intresse quem governa,mas como governa.De aventureiros estamos fartos.Não querem governar;simplesmente mudar aqueles que estão a comer na gamela.
    que nos importa ter dúzias de generais.
    que nos importa te dúzias de politivos que querem salvar Portugal.
    Que nos importa ter aviões dos mais sofisticados.
    que nos importa sermos um país de destino turistico.
    Que nos importa sermos isto e o mais que é dispensavel numerar.
    Que nos importa que pintem com as cores mais bonitas este lindo país,só para estrangeiro ler.
    A verdade está aí, á vista.Um país abandalhado.Politicos sem merecimento algum.Politicos em que ninguém acredita.
    A pouca vergonha,o compadrio a mentira campeiam livremente neste pequeno país com mil anos de história.
    Abrense os jornais,ouve-se a televizão e é úm sem numero de mentiras em que ninguém de bom senso acredita. DENAGOGIA PURA E SIMPLES.PARA OMDE CAMINHA pORTUGAL? Será que estamos a chegar ao fim? Ninguém,ninguém de bom senso acredita nestes vendedores de ilusões que nos entram todos os dias pela porta dentro.
    A mizéria cresce a olhos vistos.
    O descrédito das instituições não para.
    A descrença campeia a olhos vistos.
    Em 1910,as forças armadas tomaram a decisão de mudar Portugal,para bem ou para mal,mudaram
    Em 1926,as forças amadas mudaram o Rumo que estava a ser seguido.
    Em 1974 Igualmente as gloriosas forças armadas mudaran novamente o rumo de Portugal.
    O que esperam para meter na ordem este bando de aventureiros que tomaram, conta deste país e não tenham que dar conta daquilo que fazem.
    Estamos fartos de discursos,de inaugurações de festas.Estamps fartos der ser usados,enganados.Miserávelmente enganados.
    è tempo de alguém olhar por este país,sem medo.com patriotismo.
    Um dia será tarde.
    Nós não queremos ouvir-QUO VADIS PORTUGAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.