A coerência de um intelectual-artista

Começa com uns nomes simpáticos a quem não concorda com a cultura subsidiada, chamando a estes “tontos”, “filisteus”, “taberneiros”, “analfabetos”.

Continua, na caixa de comentários deste post:

Se o Pedro Mexia tivesse algum argumento não precisaria de recorrer ao insulto.

Comentário por JoaoMiranda — Julho 13, 2010 @ 11:03

(…) Em vez de argumentar contra esse tal contra-argumento (que se calhar ninguém defende, mas que lhe dá jeito para caricaturar o oponente) o Pedro Mexia trata de forma depreciativa quem não concorda consigo.

Comentário por JoaoMiranda — Julho 13, 2010 @ 11:40

João, quem é que não trata de forma depreciativa quem não concorda connosco? Talvez o Kant, mas daí para baixo não há discussão sem agressividade. Veja, nesta caixa de comentários, a bela alusão do seu colega às putas.

Comentário por Pedro Mexia — Julho 13, 2010 @ 11:45

E continua assim, uns dias depois:

Irkutsk

Sou como o Miguel Strogoff: tenho que chegar a Irkutsk, e para cumprir essa missão aguentarei em silêncio insultos e chicotadas. Estou obrigado a uma missão e a um segredo, e nada me desviará disso. Irkutsk nunca esteve tão perto.

às 11:42

9 pensamentos sobre “A coerência de um intelectual-artista

  1. Pedro Mexia

    Por mais chocante que possa ser, esse post não tem absolutamente nada a ver com O Insurgente, os blogues, nada disso, como aliás nenhum dos posts dos últimos dias. Como se verá dentro de dias.

  2. Chico

    Querem ver que a Canavilhas não gosta do Jone Fóre e do Auarde Óques? Querem ver que, pela primeira vez na vida, o nosso Mexia ver ter problemas profissionais e financeiros?

  3. Chico

    É. Eles em Irkutsk deve tem uma presidência interina da Cinemateka à medida do Mexia. Bute pra Irkutsk então, Pedrito.

  4. Chico

    Vi o Mexia na Cinemateca uma ou duas vezes. Uma vez atrasou a exibição do Vinhas da Ira com uma apresentação chata, monocórdica, cheia de lugares comuns, escrita sem grande entusiasmo uns minutos antes numa mesa solitária da cafetaria (que, com a ausência de programação aos Domingos e Feriados, é outro dos grandes flops da Cinemateca). Começa a ser tempinho de ele ou aquecer no lugar ou aquecê-lo para outra pessoa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.