O “Eurão” e o “Eurinho”

No Daily Telegraph

Germany aGermany and France are examining ways of creating a "two-tier" euro system to separate stronger northern European countries from weaker southern states.(…) The creation of a "super-euro" zone would initially include France, Germany, Holland, Austria, Denmark and Finland. The likes of Greece, Spain, Italy, Portugal and even Ireland would be left in a larger rump mostly Mediterranean grouping.

The official said French and German officials had first spent months examining how to exclude poor-performing states from the euro but decided it was not feasible. A two-tier monetary system in the 16-member euro zone is being examined as a "plan B".

"The philosophy is the stronger countries might need to move away from countries they can’t afford to bail-out," said the official. "As a way of containing the damage, they may have to do something dramatic, though obviously in the short term implementation is difficul.

Anúncios

4 pensamentos sobre “O “Eurão” e o “Eurinho”

  1. Não percebo é muito bem qual a diferença entre “exclude poor-performing states from the euro” e um “two-tier monetary system” (se a segunda hipotese é os PIIGS terem uma moeda comum, mas distinta do euro franco-alemão, parece-me que tem todos os incovenientes de esses paises sairem do euro e mais uns problemas adicionais).

    E também não percebo muito bem o porquê do “even” atrás da “Ireland”, como se fosse uma coisa muito estranha a Irlanda também ir opara a segunda divisão (afinal, a Irlanda é capaz de ser dos PIIGS que está pior).

  2. Miguel

    Não será bem a saída dos PIIGS do euro mas a saída dos restantes para o “eurão”. Os primeiros poderão depois desvalorizar o euro e ficarem na doce ilusão que podem adiar as reformas estruturais.

  3. JS

    Alguma vez os orgulhosos Gaulezes aceitariam ser “junior partner”, num club monetário, com os alemães? Super-euro ? Esquece.
    Ou com uma vintena de sócios, para disfarçar, ou não contem com os franceses.
    Até porque a economia francesa é a que melhor pode subsistir a “solo”.
    PS_ A não ser que consigam **ainda** mais vantagens para a sua agricultura.

  4. Pingback: E se a Alemanha sair do euro? « O Intermitente (reconstruido)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.