Quod eratum demonstrandum (2)

Para quem ainda tivesse dúvidas, a prova que uma procura superior à oferta não é necessariamente um sintoma de sucesso num leilão de dívida pública.

O IGCP vendeu hoje 500 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro a um preço quatro vezes superior ao do leilão realizado há dois meses.

O juro médio da emissão, de maturidade a seis meses, fixou-se em 2,955% e compara com a taxa média ponderada de 0,739% registada no último leilão comparável, realizado a 3 de Março deste ano.

A procura pelos Bilhetes do Tesouro (BT) hoje emitidos quase duplicou a oferta. Na emissão de Março tinha triplicado.

2 pensamentos sobre “Quod eratum demonstrandum (2)

  1. Ricardo Arroja

    Bem visto Miguel. Aliás, suponho até que essa relação entre procura e oferta pode ser manipulada. O que interessa é a taxa de cupão final.

  2. Estranho. Muito estranho. Então não era suposto que agora, que está resolvido(?) o problema da Grécia, os mercados tivessem acalmado? Na 2ª feira, 21% de probabilidade de default, na 3ª, 26% e hoje, 31%. Só pode ser uma gigantesca cabala de ataque ao euro e, com toda a certeza, lançada a partir de Manhattan!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.