Parece que para a bancarrota também

No Jornal de Negócios (what can I say?): Trabalhar menos é o melhor caminho para viver melhor

4 pensamentos sobre “Parece que para a bancarrota também

  1. lucklucky

    Passando ao lado da questão de “melhor” que varia de pessoa para pessoa, concordo com artigo. Aliás só assim será possível incorporar os benefícios da evolução tecnológica e da produtividade. A crise acontece por causa disso mesmo a inabilidade das sociais democracias viverem sem crescer a 3%. Logo juros ultra-baixos para aquecer a economia.
    Ora para uma Social Democracia inflexível é um desastre se a qualidade dos produtos melhorar a partir de um determinado ponto, por exemplo se a duração for de 10 anos em vez de 5 anos e se em vez de 100 trabalhadores forem 50 os necessários.

    Depois não faz sentido alguém trabalhar 5 dias por semana e depois 2 ou 3 desses 5 dias irem em impostos. Entre os quais alguns para pagar desempregados.
    Neste momento já se poderia trabalhar 4 dias por semana ou equivalente.

  2. DC

    Porque até aqui temos passado bem ao largo da bancarrota e das crises sucessivas.

    E o imenso tempo livre que o trabalho nos deixa também tem feito maravilhas na educação de crianças e jovens, na exploração de interesses e vocações, na criação de associações e no trabalho voluntário, na elevação dos índices culturais e literários, no fortalecimento das sinergias sociais, nas dinâmicas familiares…

    A vossa concepção do trabalho deve ser realmente muito humana, só falta dizerem que é essa visão é que “liberta”.. .

  3. bla bla bla

    Eu concordo com o lucklucky e o DC. Trabalhar é uma chatice.

    Aliás, vou passar a ser de esquerda. É muito mais simples.
    1 – O dinheiro nasce nas àrvores.
    2 – Todas as empresas são rentáveis e só dão prejuízo (ou abrem falência) por fraudes do patronato.
    3 – O GRANDE CAPITAL, os especuladores, etc. são a causa de todos os problemas.

    A solução para Portugal é deixar-se de trabalhar à 4ªfeira (digo 4ª feira mas é um ponto discutível). Vamos todos para casa (os por conta de outrém, porque os por conta própria e os que assinam nas costas das livranças têm que trabalhar na mesma).

    E pronto. Assim em 2 minutos, resolveu-se mais um problema.

  4. lucklucky

    Parece que há gente que tem dificuldades em perceber o que escrevi.

    No passado para ir a Paris de avião era preciso trabalhar 2 meses, hoje bastam 2 semanas. É um exemplo. O aumento de eficiência a partir de determinado grau contrai a economia e isso é bom para todos menos para o Estado e quem vive à conta dele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.