Paranóias Brancas

Neste livro, Don DeLillo descreve-nos a paranóia de uma pequena comunidade norte-americana, perto da qual se dá um acidente tóxico. O descarrilamento de um comboio origina a fuga de uma nuvem negra com produtos químicos de efeitos desconhecidos. Primeiro vem a apreensão, com o desassossego dos filhos de Jack Gladney, em primeiro plano. Depois a evacuação de toda a localidade, ordenada pelas autoridades. Filas e filas de automóveis deslocam-se pelas estradas para diversos locais antecipadamente preparados para receber aqueles novos refugiados. Gladney deixa-se ir na onda. Para ele um professor universitário nunca seria um refugiado, o que não deixa de ter a sua graça sendo Gladney um estudioso de Adolfo Hilter. Mais tarde surge a dúvida miudinha de quem possa ter sido contaminado. Quem morrerá primeiro? E o que sucederá aos que ficarem sozinhos? Como serão reconfortados os seus medos? Uma panóplia de receios primários, com várias deslocações a médicos e outros modos bem menos ortodoxos na busca de um pouco de paz. Tudo  ampliado por muito ruído branco.

Nós vamo-nos rindo com o passar das páginas deste livro e é com a satisfação de quem leu algo divertido que o guardamos na prateleira. Passados dias, no meio de uma conversa sobre a gripe A e a possível fraude e criação estudada de pânico, mais a condução massiva de homens e mulheres para agirem de uma ou de outra forma, um frio percorre-nos a espinha. Nós também vivemos naquela pequena cidade, alargada agora para o mundo inteiro. Magotes de gente tirou dias e deslocou-se para as filas dos hospitais e com algum receio, tomou vacinas. À entrada e em todos os andares do prédio onde trabalho, há folhetos que nos ensinam a lavar as mãos. Já subi sozinho no elevador porque espirrei à entrada. Colegas a cumprimentarem-se com luvas. Foi um inverno solitário e difícil. E não aconteceu nada de mais que não fosse um ruído universalmente branco. Nós vamo-nos rindo, mas às vezes fico com alguma vontade de chorar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.