Uns meros 155 milhões

Há uns meses, foi aventada a hipótese de implodir o estádio de Aveiro. O equipamento, que custou uns meros 65 milhões de euros, parece ser dificíl rentabilizar. Os custos de manutenção são incomportáveis.

Esta semana, o presidente da Câmara de Leiria admitiu a venda do estádio municipal. A manutenção custa 5 mil euros/dia e é “o grande responsável pela situação financeira da autarquia“. A construção custou uns modestos 90 milhões de euros.

São apenas dois exemplos dessa idiotice chamada Euro 2004. Sinceramente, gostava que as brilhantes mentes que idealizaram a candidatura e aprovaram estes “investimentos” fossem criminalmente responsabilidados e obrigados a repor o dinheiro desperdiçado naquelas bancadas. Mas estou a ser irrealista. Os mesmos inimputáveis preparam-se para enterrar ainda mais dinheiro em “projectos estruturantes que haveremos de implodir no futuro.

6 pensamentos sobre “Uns meros 155 milhões

  1. mindetective

    *Inimputabilidade*, diz o Miguel, e muito bem.
    Como é que se chegou aqui? Como é que se sai daqui? Não será de TGV de certeza.

  2. João Sousa

    Sugiro que o expludam em cacos transportáveis. os vendam em Berlim como pedaços do muro e recebam uma comissão. Talvez não se perca tudo.

  3. Falam em 4 ou 5 estádios para o Mundial 2018. Sabemos à partida que pelos menos um deles terá de suportar mais de 70 mil, em Portugal seria complicado ampliar apenas um por óbvias razões clubísticas que todos conhecem, os restantes teriam de ser ampliados para mais de 50 mil. Sobre o restante caderno de encargos por agora nem se atrevem a dizer algo, mas não é difícil imaginar que o evento não ficará por meia dúzia de tostões, mas claro, todos conhecemos a doutrina de alguns economistas próximos do PS que andam por aí a defender que Portugal deve ser um país de eventos…

  4. Alexandre Gonçalves

    E quem foi um dos responsáveis e impulsionadores do Euro 2004?
    O grande, o fantástico e o gastador da nação…
    JOSE SÓCRATES

  5. Pingback: Mais uns milhões pelos ares « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.