Mais uma vitória da “coligação negativa”

Desta vez conseguiram impedir o aumento do desemprego.

PSD e CDS-PP chumbaram hoje, no Parlamento, um projecto de resolução do PCP que recomendava ao Governo o aumento do salário mínimo nacional para 600 euros em 2013, em relação ao qual o PS se absteve

2 pensamentos sobre “Mais uma vitória da “coligação negativa”

  1. Manolo Heredia

    As micro-empresas empregam uma brasileira por 300 euros que não desconta para nada (pequenos cafés, quiosques, etc), estão-se nas tintas para o salário mínimo.

    As mini-empresas empregam 2 moldavos que não descontam para nada e 1 português que ganha o salário mínimo e faz descontos, e por isso substitui o patrão quando ele vai às compras. O patrão, por ser patrão, tem um BMW série 3, em nome da empresa, que lhe custa 500 euros por mês e diz que não está para trocar por um Renault Megane, que custa a terça parte, só por causa do salário mínimo.

    As médias empresas têm 30 trabalhadores a ganhar o salário mínimo e a descontar, e o patrão, a mulher e os dois filhos, têm cada um tem o seu carro em nome da empresa (Mercedes série S, Passat e 2 Golf), viagens, jantaradas etc. Logo o patrão diz que o novo salário mínimo é incomportável. (construção civil, serralharias, confecções).

    O problema do salário mínimo é só este.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.