O culto da barbárie (2)

No i

“Que o tornem Santo imediatamente”. “Que seja nomeado Presidente da República italiana”. “Todos somos Massimo Tartaglia”. Na internet, cresce o número de elogios ao homem que ontem à tarde agrediu Silvio Berlusconi, em Milão. A recordação ficará para sempre na memória do primeiro-ministro italiano e também de todos os que presenciaram ou já assistiram às imagens e ao vídeo dois dentes partidos, o lábio aberto, o nariz partido e a cara coberta de sangue.

Poucas horas depois do ataque, multiplicavam-se os elogios e o número de fãs na página do Facebook: Massimo Tataglia tem agora 41 mil seguidores na rede social. [nota: a esta hora já são quase 50.000]

LEITURA COMPLEMENTAR: O culto da barbárie

8 pensamentos sobre “O culto da barbárie (2)

  1. Pingback: O culto da barbárie (3) « O Insurgente

  2. Pingback: O culto da barbárie (4) « O Insurgente

  3. Pingback: Contra o culto da barbárie « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.