O pântano

De repente, o “disparate de Verão” transformou-se naquilo que, desde o princípio, dava para perceber que se iria tornar: um sinal grave da degradação da democracia portuguesa. Depois do DN ter revelado a fonte da notícia orginal do Público, e de insinuar, sem fundamento, que o simples facto de a notícia vir de Fernando Lima implicava que tudo não passava de uma invenção, Cavaco Silva vem agora desautorizar o seu assessor, e por contágio, a investigação do Público, ao demitir Fernando Lima. Ao contrário do que se poderia pensar pela histeria agora surgida, por contraste com o silêncio absoluto quando o Público trouxe o assunto para a praça pública, os acontecimentos mais recentes nada trazem de novo: todos os não envolvidos continuam sem saber o que se passou, e tal como aqui escrevi na altura, seja qual for o cenário que corresponda à realidade dos acontecimentos, nenhum deles augura nada de bom.

Se o ex-assessor de Cavaco tiver razão, e o Governo estiver a escutar e a vigiar as pessoas que trabalham na presidência, a gravidade da coisa não pode ser exagerada: um governo que traísse a relação de confiança mútua, e de respeito, pela Presidência, desta maneira, seria, pura e simplesmente, um Governo criminoso, já nem sequer “sub suspeita” como dizia Aguiar Branco, mas apanhado em flagrante. Se, pelo contrário, esta acusação não passa de uma notícia plantada por spin doctors ao serviço de Cavaco, uma mentira deliberada que visa descredibilizar (ainda mais) o Governo, seria também uma quebra intolerável da normal relação que a Presidência deve ter com um Governo, e portanto, um acto intolerável. E mesmo que o antigo assessor de Cavaco pense realmente que está a ser escutado, mas tal não corresponda a verdade, o caso não é menos grave: pois o simples facto de algo assim ser concebível, o simples facto de alguém na Presidência poder acreditar que o Governo é capaz de fazer algo assim, atribuir credibilidade a essa hipótese, demonstra como a relação entre Belém e São Bento se degradou.

Mais do que essa relação, degradou-se a própria democracia: o tom da campanha tem sido particularmente violento, nada que já não se tivesse tornado habitual nos últimos anos. Como escrevia Vasco Pulido Valente há uns dias, vive-se um ambiente de crispação e desconforto mais parecido com o PREC do que com o que seria de esperar de uma democracia normalizada. E é um clima que tem responsáveis. A começar pelo governo, que cultiva este ambiente porque acha (provavelmente com razão) que ele o beneficia, e que, como nenhum outro, fez da mentira e manipulação o seu modo de acção, apagando a já pouca confiança que os eleitores tinham na classe política.

Mas o Presidente da República também não está isento de culpas. Já há muito que ele deveria ter demitido o Primeiro-Ministro. Em vez disso, foi tolerando o seu comportamento destruidor da confiança democrática. Cavaco Silva assistiu, impávido e sereno, à degradação da democracia portuguesa, em vez de demitir o Governo e explicar porquê. Nesse sentido, ele, o único que poderia ter feito alguma coisa para o evitar, é talvez o maior responsável pelo estado a que “isto” chegou. De Sócrates, não esperava nada de diferente. Mas no que diz respeito a Cavaco, o seu dever era precisamente evitar que as coisas chegassem a este ponto.

Sinceramente, não compreendo como o país inteiro já não está farto deste deprimente circo, e ainda há pessoas dispostas a pôr Sócrates no poder. Como já aqui disse, se Portugal conserva um mínimo de decência, Sócrates perderá as eleições. Mas se não as perder, os portugueses (e um Cavaco certamente desagradado), terão o Governo que merecem. A culpa será toda deles, Cavaco incluído.

14 pensamentos sobre “O pântano

  1. charlie

    Concordo consigo. O PR perdeu o Norte. Penso que o que o move é a reeleição. No entanto, com tantas “gaffes” não sei se conseguirá. Acho que o PR pensa que será mais fácil a sua reeleição no caso de um governo minoritário do PS.
    Aliás, também acho que há muito PSD que deseja a vitória do Sócrates.

  2. Cirilo Marinho

    Eu também subscrevo.

    Tenham medo. Muito medo.

    Sejamos um pouco conspiracionistas e vamos dar de barato que Cavaco não é inimputável.

    Só se pode concluir que também se consegue chegar ao presidente.

    Quem chega ao presidente, chega a todo o lado.

    Dói, mas é uma realidade plausível.

    Tenham mesmo muito medo.

  3. José Barros

    Excelente texto do Bruno Alves. Melhor, muito melhor, do que qualquer coisa que se leia por estes dias na opinião publicada, à excepção talvez de Pulido Valente.

  4. Clara França Martins

    “O PR já devia ter demitido o primeiro-ministo”? Essa é boa! A que propósito é que o PR demitiria o PM? Poque lhe apetecia? Porque sim? Porque a direita quer? Ora , tenham um pouco de vegonha!…

  5. JHB

    Cavaco é que está a perder rapidamente as condicoes para continuar no cargo. Depois de apoiar claramente o PSD, e por isso perder a isencao que o PR deve manter, lembrou-se de lanchar mais uma acha à fogueira e, para reforcar a ideia de “asfixia democrática” lancada pela sua herdeira política MFL, planta a história das escutas…Mas o tiro saiu-lhe pela culatra, e agora tem está nas cordas é ele.

    Demitir Sócrates? Com que fundamento? Isso são “wet dreams” do laranjal…

  6. lucklucky

    Hmm…

    Alguém se lembra de Soares?

    Alguém se lembra de Sampaio. Demitiu Santana e ainda não explicou porquê. A que propósito é que demitiu?

  7. Visto de Fora

    O teôr e pensamento que percorre o texto é lúcido, correcto, mas lamento dizê-lo, também altamente parcial (como por certo tem consciência).

    Política é sinónimo de ética certo ???(ou deveria sê-lo para lá do conteúdo escrito de qualquer dicionário)!!!

    Sócrates mentiu !!! Deveria ser demitido ? Claro que sim !!! Certamente !!! O problema é que não nos encontramos num país nórdico nem esse tipo de hombridade é prática corrente neste nosso Portugal que amamos!

    O seu texto é altamente parcial porque esquece todos os PM anteriores que cometeram o mesmo tipo de falsidades para com quem os elegeu! Apenas e só !

    Cumprimentos

  8. Visto de Fora

    “Concordo consigo. O PR perdeu o Norte. Penso que o que o move é a reeleição. ”

    1. O Exmo. PR deveria ter sido demitido quando PM, ou a memória ou idade é tão curta assim ?
    2. O que o move é a reeleição ? Santa ingenuidade, descubra-me um politico no activo que não seja essa a sua meta !

  9. Vitor

    “Mas o Presidente da República também não está isento de culpas.”
    Claro que não está e, estou convencido, está enterrado nisto até aos ossos! Ele, o Liberato e Cª. O pobre e fiel Fernando Lima não passa de um “carneiro pascal”!

    Toda a estratégia Belém – S. Caetano à Lapa, ruiu como uma castelo de areia em época de marés vivas!
    Os paladinos da “Verdade”, as “pessoas sérias”, “preocupadas com o interesse geral dos portugueses”, os fariseus do séc XXI, afinal não passam de reles aprendizes de feiticeiros!

    O sr. Silva, se tiver um pingo de vergonha e for tão sério como apregoa, só tem um caminho: ir fazendo as malas e dedicar-se ajudar a Maria a olhar pelos netos! Não deixa saudades!

  10. Inteiramente de acordo. Parece-me bem que a única solução sensata é correr com Sócrates agora (pelas políticas, pela arrogância, pelas mentiras e encenações) e com Cavaco em 2011 (especialmente se se confirmar que ‘plantou’ a notícia). Mas, nos dias que correm, julgo que a sensatez não tem lugar na discussão política.

  11. A Costa

    Por aqui se vê claramente que isto do PR só serve de pretexto para evidenciar dois polos: um, o que é favorável a Sócrates (PS), e
    o outro contra o Sócrates, sem que nisto se possa dizer que estão a favor do PSD.

    De facto, independentemente da crise, o PS com uma maioria ABSOLUTA com as promessas (ou “objectivos”?) que fez ao eleitorado, acabou por fazer muito pouco.

    Quis fazer figura com a correcção do défice, mas para conseguir isto teve que subir os impostos e moderar o investimentos público e, assim, não conseguiu relançar a economia nem apoiar as PME.

    As empresas estavam mal (pelo menos algumas) e agora faliram… e agora quer relançar investimentos públicos mas como tem que gastar em subsídios de desemprego já lhe falta o dinheiro.
    Disse que reformava o Estado e a despesa com o peso da máquina administrativa, mas só extinguiu alguns institutos e afora o que se passou no Ministério da Agricultura essa despesa do Estado que pesa enormemente no tal défice, pouco ou nada diminuiu.

    Na economia (é claro que o Estado não é quem produz riqueza), mas até empresários do PS disseram que o ministro da economia há muito que deveria ter sido mandado embora, mas enfim, gastou uns milhões com o “ALLGARVE” e outras loucuras e o que ouvimos os ingleses dizer de nós é que somos ” UM PAÍS POBRE”.

    Mas pagamos os combustíveis e outros produtos muito mais caros que em Espanha, os gestores da REN , pelos jornais sabe-se que ganham fortunas mas a REN não paga o uso dos terrenos onde estão os postes de alta tensão, assim como as companhias passam os cabos de telefones e tv pelas paredes das casas e depois, repercutem no dono ou inquilino da casa, a taxa municipal de passagem.

    A justiça está uma lástima, tiradas as férias judiciais, sente-se alguma coisa ao fim de 4 anos?
    Estamos presos a compromissos anteriores com o TGV, e quanto ao aeroporto, também estamos?
    Perguntem aos agricultores e aos pescadores como vai aquilo!
    Claro que simplificou algumas coisas, mas complicou outras a ponto de hoje ser muito difícil iniciar uma actividade, tal o emaranhado de exigências.

    Se estão contentes votem nele, se não estão votem em qualquer outro que vos tenha esclarecido.

    MAS DEIXEM QUE VOS DIGA. ESTA COISA DO “drama” DE BELÉM, DEIXOU-ME ELUCIDADÍSSIMO sobre o estado do país e como se prop~em os partidos sair da crise e resolver os problemas que já vinham do passado.
    Ena pá! E este tipo de jornalismo e de interesses dos blogues é fantástico, não é?

    AC

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.