Qualquer dia…

“Aprovada lei das “uniões sexuais fortuitas” de Pedro Lomba (jornal i)

Sónia Catarina Mendes disse ao i que “há cada vez mais pessoas a escolher a união sexual fortuita como forma de vida: achamos que o poder político não pode ignorar o que se passa na sociedade”. Sobre as medidas da lei, a deputada referiu: “Queremos pôr cobro ao actual vazio legal, atribuindo direitos a estas pessoas, sobretudo às mulheres, muitas vezes vítimas de ludíbrios e falsas promessas.” Sandra Drago, deputada do Bloco de Esquerda, concorda. “As uniões sexuais fortuitas têm aumentado no nosso país, devido à abertura nos costumes, mas há problemas que o legislador tem de acautelar – gente que não telefona no dia seguinte, que não partilha despesas com hotéis, etc.”

A lei que irá ser agora enviada para a promulgação de Cavaco Silva estabelece medidas para dar mais “justiça” e “transparência” às “uniões sexuais fortuitas”. A partir de agora, antes de começarem uma “união sexual fortuita” as pessoas serão obrigadas a fazer uma declaração de intenções, por escrito.

Um pensamento sobre “Qualquer dia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.