O (novo) inimigo do povo

APP1999091629950

O abstencionista é apenas um elemento anti-social, um oportunista que quer os benefícios da vida em sociedade e da democracia mas não estar disposto a mexer um dedo para dar a sua contribuição. O abstencionista não só cospe na cidadania como ainda por cima se orgulha disso.

Abster-se é tão mau como estacionar em segunda fila, como deitar cascas de laranja pela janela, como passar à frente na bicha do cinema, como meter cunhas na repartição, como violar a faixa bus, como desrespeitar o semáforo vermelho, como copiar nos exames, como urinar na piscina.

Terá o abstencionista razões para se chocar se alguém lhe chamar parasita?

9 pensamentos sobre “O (novo) inimigo do povo

  1. CN

    Se é para sermos puritanos vamos lá exercer um pouco de puritanismo ético a sério:

    Podendo o voto ser definido com o instrumento que depoleta actos de violência contra a propriedade honesta e livre arbítrio das pessoas, pelo exercício permanente da ameaça de prisão e arresto de bens a quem se atrever a opor aos editais legislativos emanados por um poder com a força do seu lado e não pelo direito civil que regula relações voluntárias e honestas…

    .. o apelo ao voto é como que um apelo ao exercício do crime em grupo para o qual a abstenção pode constituir a consequência lógica.

    Assim, reclama-se o direito universal e indisputável à secessão individual e/ou reclamar a capacidade de objecção de consciência de tal sistema opressivo mascarado de vontade geral de uma abstracção a que querem chamar comunidade política, única forma de poder adoptar um modo de vida baseado na cooperação social voluntária e pacífica.

  2. Bargeld

    “Podendo o voto ser definido com o instrumento que depoleta actos de violência contra a propriedade honesta e livre arbítrio das pessoas, pelo exercício permanente da ameaça de prisão e arresto de bens…”

    “O Voto é a arma do Povo”. Quem vota fica desarmado.

  3. Li esse post hoje de manhã e não queria acreditar nas enormidades que continha. Mas se é pela levar a sério, então que os votos brancos e nulos sejam vistos como votos expressos e ocupem legitimamente a representação que merecem. Se calhar desta vez já tinham conseguido um deputado europeu, mantendo uma cadeirinha vazia, sem deslocações semanais Lisboa-Bruxelas, sem assessores nem despesas de representação, sem ideias quanto à melhor maneira de gastar o nosso dinheiro. E se assim fosse, muitos que hoje ainda votam num partido talvez passassem a votar em branco. Parece que seria mesmo a única forma, nos tempos que correm, de reduzir a despesa pública…

  4. Manuel LRB

    Hoje mesmo, a propósito dos critérios para não serem censurados os comentários dos leitores, respondia a um leitor o André azevedo Alves:

    “9.“Quais são os critérios para não ser censurados os comentários?”

    Insultos ou spam.
    Os primeiros comentários de comentadores não registados também ficam sujeitos a aprovação pelo que
    convém usar sempre a mesma identidade ao assinar comentários.
    Comentário por André Azevedo Alves — Junho 12, 2009 @ 00:19 ”

    Parece que as regras da boa educação que procuram (e muito bem) aplicar aos leitores do blog Insurgente
    não se aplicam a todos os seus autores…

  5. Já sabia que estes socialistas de merda são iguaizinhos aos fascistas que tanto gostam de criticar, mas mesmo assim fiquei surpreendido. Estes socialistas/fascistas deviam era ser levados para o Campo Pequeno. Era uma limpeza. E não se sujava o passeio, como diz este social-fascista de merda. A nossa sociedade só será livre quando se livrar desta escumalha.

  6. Eu proponho que os abstencionistas sejam obrigados a andar com uma braçadeira ao braço, marcada com um quadrado em branco, e sejam obrigados a viver todos na mesma zona das cidades, enquanto não se arranjam uns sítios no interior para os acomodar…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.