O colapso do regime de não proliferação (II)

“Will Japan go nuclear?” no FP – Passport

If you were the prime minister of Japan, what would be on your mind right now, given that North Korea had just tested a nuclear device that reportedly had the explosive power of the bomb dropped on Nagasaki?

My guess is you’d be looking into the possibility of Japan’s becoming a nuclear power as soon as possible. Already, North Korea’s ballistic missile tests had been unsettling folks in Tokyo. Hawks in the ruling Liberal Democratic Party have been questioning Japan’s pacifistic constitution for years, and they are proposing that the Japanese military be allowed to launch pre-emptive strikes against North Korea

“Homem Gordo e Corvo” de Fernando Gabriel

No Médio Oriente, a lógica da dissuasão resultará na proliferação dos arsenais nucleares: governantes de países árabes sunitas como o Egipto ou a Arábia Saudita não vão ficar sentados em cima dos polegares enquanto o Irão xiita traça a sua esfera de influência alargada – vão procurar obter rapidamente o seu “seguro nuclear”.

6 pensamentos sobre “O colapso do regime de não proliferação (II)

  1. Luís Lavoura

    “the Japanese military be allowed to launch pre-emptive strikes against North Korea”

    Eu detesto esta ideia de “pre-emptive strikes”.

    Como é, para evitar a guerra vamos para a guerra?

    O Japão pode, naturalmente, vir a possuir armas nucleares. Tenho fortes dúvidas disso, mas pode. Já tenho fortíssimas dúvidas de que alguma vez as utilizasse para “pre-emptive strikes”.

    Há aqui uma confusão entre possuir armas nucleares e utilizá-las em primeiro lugar.

  2. “Há aqui uma confusão entre possuir armas nucleares e utilizá-las em primeiro lugar”

    A confusão é sua. Um ataque preventivo não é necessariamente nuclear. A destruição pelos israelistas do reactor nuclear iraquiano foi um ataque preventivo não nuclear. Mais recentemente o mesmo aconteceu com o ataque á Síria.

  3. lucklucky

    “Como é, para evitar a guerra vamos para a guerra?”

    Caso ainda não tenha percebido há um problema maior que a Guerra: Perdê-la.

  4. Fernando S

    “Como é, para evitar a guerra vamos para a guerra?”

    1. Não descartar à partida a possibilidade de um “ataque preventivo” pode ser precisamente a unica opção disponivel para “evitar (um)a guerra” desencadeada por parte de um regime claramente militarista e ameaçador…
    A “possibilidade”, sobretudo se aparece credivel através de alguma coerencia no tempo nos discursos e nos actos (credibilidade que, por exemplo, a administração Bush adquiriu e a administração Obama não tem …), não significa necessariamente que o ataque seja efectivado.
    Espera-se que a simples ameaça possa ser suficiente para dissuadir e neutralizar a chantagem do potencial agressor.

    2. Mas, por definição, um “ataque preventivo” efectivo não se destina a “evitar a guerra” …
    Trata-se sim de evitar uma guerra em posição de desvantagem …
    Como aconteceria no caso de se deixar a iniciativa de um primeiro ataque ao potencial agressor, o qual teria certamente efeitos devastadores gravissimos, ainda mais se feito com armas nucleares.

    3. Prescindir à partida da possibilidade de ataques preventivos, em principio não nucleares, tirando partido de uma superioridade militar convencional e do apoio da comunidade internacional, é irresponsavel do ponto de vista de uma estratégia defensiva e de uma politica internacional de prevenção de conflitos militares ainda mais graves (como seriam os conflitos com o uso de armas nucleares).

  5. Pingback: A proliferação nuclear e o “eixo do mal” revisitados « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.