Masoquismo eleitoral

belucros

Na sequência do post sobre a inconsequência da nacionalização a Galp e a EDP, Pedro Bráz Teixeira tenta imaginar as consequências para a Economia de um eventual governo do BE.

Dada a limitada capacidade de masoquismo dos eleitores, duvido que [este] governo conseguisse durar muito tempo. Admitamos que Manuel Alegre era PR e Louçã PM com maioria absoluta. De facto era necessário o país estar muito avariado para produzir esse resultado, mas parece-me impossível que a experiência pudesse durar muito tempo.

O verdadeiro problema é que quem viesse a seguir demoraria muito tempo a limpar os estragos deixados por esses governantes

15 pensamentos sobre “Masoquismo eleitoral

  1. Ricardo Sebastião

    OffTopic:

    The UK Home Secretary (whatever that is) has put the kibosh on plans for a giant government database that would track all of the country’s emails, phone calls and internet activity. But not so fast, civil libertarians! According to the Telegraph, the onus will merely shift to the private sector — with telecoms and Internet providers being required to retain the data, at a cost of around £2 billion (over $2.9 billion US). According to the plan, every Internet user will be given a unique ID code that the government can use to access the data in the event of a threat — whether terrorist, criminal, or extraterrestrial. It just goes to show you how lucky Britons are to have a government that cares so much about their well being.

    http://www.engadget.com/2009/04/27/video-uk-home-secretary-delays-1984-by-a-few-years/#continued

  2. Luís Lavoura

    Não se trata de masoquismo eleitoral. O Bloco não tem, pura e simplesmente, qualquer intenção de fazer parte de qualquer governo. Por isso as suas propostas não precisam de ser realistas. Só têm que ser apelativas. E são-no (para o público-alvo deles).

  3. OLP

    Isso mesmo…..apelativos , não realistas mas dirigido ao público alvo.
    Creio que se fosse de “direita” (seja lá o que isso for em contraposição com a “esquerda”) se chamaria o BOI pelos nome: DEMAGOGIA POPULISTA.

  4. “Demagogia populista”

    Gostava que alguém me explicasse porque é que sempre que alguém defende alguma coisa que não concordam é pura e simplesmente catalogado por “demagogo” e “irrealista” (isto é, rebatem através do insulto) e não com rebatem com uma argumentação minimamente fundamentada.

    Por exemplo neste caso, eu não concordo com a politica defendida pelo BE, no entanto é uma posição válida.

    Nomeadamente gostava de saber porque é que vocês defendem que devem de ser os contribuintes a suportar um custo de uma decisão de um privado que tem a capacidade de suportar o custo dessa decisão e tem outras alternativas?

  5. OLP

    Fiquei agora esclarecido que PP nas feiras ao beijinhos ás velhinhas nunca foram atitudes populistas. Irrealista não era de facto.Quanto à demagogia estamos conversados.Só não concordo com ela por isso lhe dou esse nome.

  6. Você não estava a falar do PP, que me conste. Nem sequer a questionar-se se o PP deveria ou não beijar velhinhas nas feiras…

    E ainda falhou a fundamentar porque é que é demagogia…

    Mas afinal isso não interessa, basta que você o diga para o ser imediatamente, não é?

  7. Caro OLP,

    Já agora:

    “Nomeadamente gostava de saber porque é que vocês defendem que devem de ser os contribuintes a suportar um custo de uma decisão de um privado que tem a capacidade de suportar o custo dessa decisão e tem outras alternativas?”

  8. lucklucky

    “Por exemplo neste caso, eu não concordo com a politica defendida pelo BE, no entanto é uma posição válida.”

    Você não está a usar uma “argumentação minimamente fundamentada” para dizer que é válida, isto se eu entendo que raio quer dizer com válida.

    “Nomeadamente gostava de saber porque é que vocês defendem que devem de ser os contribuintes a suportar um custo de uma decisão de um privado que tem a capacidade de suportar o custo dessa decisão e tem outras alternativas?”

    Uh? Então quando outro privado contratar alguém os contribuintes deveriam pagar parte do seu salário?

  9. “Você não está a usar uma “argumentação minimamente fundamentada” para dizer que é válida, isto se eu entendo que raio quer dizer com válida.”

    LOL. Não o fiz é verdade. Mas poderei fazer se estiver interessado. (quanto à palavra “válida” é o problema de pensar em português e inglês ao mesmo tempo…)

    ” Então quando outro privado contratar alguém os contribuintes deveriam pagar parte do seu salário?”

    Fico ainda a aguardar a resposta. No entretanto respondo à sua questão: Não, porque a acção principal/motivação do privado não é retirar o custo à sociedade mas a maximizar o seu próprio proveito, logo já está a ser “premiado” pela sua acção.

  10. OLP

    Nem nem Stran
    Nem vou entrar por aí.
    E sabe pq? Porque vc já decidiu que que os argumentos são validos porque sim.
    Quem parte desse conceito (valido) e não fundamenta e acrescenta o pré-conceito de que falar em demagogia (palavra tão cara ao BE) é insulto.( Muito tem “insultado” o dirigente maximo das propostas válidas).
    Não há nem paciência para essas discussões estéreis iluminadas por uma suposta justiça linear.
    Me desculpe mas fico por aqui.

  11. A. R

    Quem quiser a Esquerda BE no Governo que lhe pague as contas ( e os barcos de recreio, champanhe e caviar)

  12. “Porque vc já decidiu que que os argumentos são validos porque sim.”
    Parece que não leu os meus comentários anteriores…

    “Quem parte desse conceito (valido) e não fundamenta…”
    Já falei anteriormente que se estiver interessado eu apresento a fundamentação.

    “…e acrescenta o pré-conceito de que falar em demagogia (palavra tão cara ao BE) é insulto.”
    Outra desatenção… O que disse foi que falar em demagogia sem fundamentar é simplesmente insultar. Por exemplo se eu lhe disser que você é burro e não acrescentar mais nada estou só a insultar. E se você me interpelasse sobre o fundamento de tal insulto e respondesse: “és porque eu assim o digo” (ou algo do genero), além de o ter insultado estava a ser parvo. Se, no entanto, conseguisse demonstrar que você é efectivamente burro, então estava apenas a constactar um facto, percebe as diferenças?

    “(Muito tem “insultado” o dirigente maximo das propostas válidas).”
    Sim, e muitos outros deputados. Nesse aspecto nenhum partido se livra de uma critica válida.

    “Não há nem paciência para essas discussões estéreis iluminadas por uma suposta justiça linear.”
    Deixe-me me ver se percebi: para si debater as diversas posições com argumentos racionais e fundamentados é uma discussão esteril, é isso?

    “Me desculpe mas fico por aqui.”
    Completamente desculpado, mas por favor não fique por aí…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.