4 anos atrás foi diferente

No semanário Sábado, republicado pelo Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (via Blasfémias):

«O director, José António Saraiva, confirmou à SÁBADO as alegadas pressões [políticas sobre o jornal SOL], mas recusou divulgar o seu autor: “Foi alguém muito próximo do primeiro-ministro, mas que não pertence ao Governo.” No dia 15 de janeiro, dois dias antes de o Sol ter publicado a segunda notícia sobre o caso, a direcção do jornal terá recebido o telefonema do alto responsável socialista: “Impressionou-me muito porque a pessoa em causa estava até dentro da situação financeira debilitada do jornal e das negociações que estavam a acontecer com os accionistas”, adianta José António Saraiva. “Disse-me que tudo dependia do que viéssemos a publicar nessa edição”. E se não publicassem nada a situação financeira do jornal ficaria resolvida nesse fim-de-semana. A ameaça, garante, passaria por “estrangular financeiramente o jornal”.»

Ainda alguém se lembra que aconteceu ao Governo cujas declarações do Ministro dos Assuntos Parlamentares foram consideradas “pressão ilegítima” sobre um órgão de comunicação social? Claro que as actuais pressões têm sido mais directas… mas menos públicas!

3 pensamentos sobre “4 anos atrás foi diferente

  1. Há quem não dê importância
    a estas pressões “saudáveis”,
    a socialista transumância
    vive ao sabor dos ventos favoráveis.

    O mexilhão é ignorante
    no pensar destes iluminados,
    a sua defesa é delirante
    deixando-nos trucidados.

  2. Luís Lavoura

    Pois… para quem acredita naquilo que José António Saraiva diz…

    Há quatro anos arás tivemos afirmações de um ministro que toda a gente pôde ouvir.

    Agora temos apenas uma pessoa que afirma que alguém (não especificado, claro – não fosse essa pessoa pôr JAS em tribunal!) fez pressões. Só acredita quem quer.

    Eu, por mim, Expresso e Sol são dois jornais em que nunca acredito.

  3. Agora temos apenas uma pessoa que afirma que alguém (não especificado, claro – não fosse essa pessoa pôr JAS em tribunal!) fez pressões. Só acredita quem quer.

    O que comprova a maior eficácia das pressões privadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.