Perseguição religiosa no Irão

Mais uma vez, membros da comunidade Baha’i iraniana foram vítimas de perseguição religiosa, tendo acabado presos:

Pelo menos seis Bahá’ís foram detidos ontem (15 de Janeiro) no Irão. As detenções ocorreram na sequência de rusgas a mais de uma dezena de residências de famílias Bahá’ís, nas quais foi foram confiscados computadores, fotos e diversos livros Baha’is. Entre os detidos encontra-se a Sra Jinous Sobhani, que trabalhou como assistente para a Organização de Defesa de Vitimas de Minas e para o Centro de Defesa dos Direitos Humanos, organizações fundadas por Shirin Ebadi.
Numa entrevista à CNN, a Sra Ebadi afirmou que Jinous Sobhani tinha sido dispensada das duas organizações após as rusgas que os agentes da autoridade efectuaram aos escritórios de Shirin Ebadi e terem encerrado os mesmos. “A detenção destas pessoas reflecte, não apenas a grave situação que os Baha’is enfrentam no Irão, mas também a situação geral dos direitos humanos naquele país”, afirmou Diane Ali, a representante da Comunidade Internacional Baha’i junto das Nações Unidas em Genebra. “Tanto quanto sabemos estas pessoas foram detidas, principalmente, por serem baha’is”.

Ler o resto, no Povo de Bahá.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.