Ciclo da Violência numa imagem

Ler:
– NAZIS NEEDED

– Hamas and Hezbollah supporters return to Calgary’s Jewish neighbourhood:

Say, these anti-Semites are awfully clever. They were smart enough not to be white skinheads. Because they’re Muslims immigrants, they’re allowed to do what 150 white skinheads in a Jewish neighbourhood wouldn’t be allowed to do. They’re allowed to taunt and spit at Jews, and hurl shoes at Israel supporters, have placards with swastikas, and trespass with impunity. And they get their own tax-paid bodyguards — Calgary Police Service cops threatening any of their political foes with arrest.
Try doing any of that if you’re a white neo-Nazi with a shaved head.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Ciclo da Violência numa imagem

  1. Que eu saiba, os árabes também são semitas. Portanto, não percebo muito bem esta história do anti-semitismo. A não ser numa espécie de desdobramento da personalidade…
    E esta história dos cartazes é como tomar a árvore pela floresta.

  2. Luís,

    Os árabes são semitas, mas o anti-semitismo, historicamente, nada tem que ver com os árabes. Já tentei explicar isso em tempos (http://superflumina.blogs.sapo.pt/98663.html), através de uma perspectiva histórica. Não há qualquer desdobramento de personalidade, apenas e só uma palavra com um determinado percurso histórico.

    Quanto aos cartazers, nõ é certamente tomar a árvore pela floresta. Cartazes deste tipo, apelos à destruição de Israel, à matança de judeus, etc. ocorreram sistematicamente na Grã-Bretanha, Canadá, Estados Unidos, França, Alemanha, Itália nas manifestações de apoio aos palestinianos recentemente realizadas. Está muito generalizado, não é uma só árvore.

  3. Luís Vilela

    É grave o facto e ponto final. Temo, inclusive, que não seja caso isolado de tolerância estranha. Pude visionar imagens de uma manifestação na Alemanha (julgo que em Berlim), em que a multidão, gritando contra Israel, passa por um edifício de habitação. Numa das janelas está afixada uma bandeira de Israel. A multidão intensifica o seu descontentamento. Minutos depois a bandeira foi retirada. Segundo pude ler no texto que acompanhava as imagens, teria sido retirada pela polícia!!! Que se sentiu obrigada a retractar-se horas mais tarde.
    A ser verdade – e os casos multiplicam-se – anda tudo louco nesta Europa?
    Estes actos são condenáveis. Objectivamente condenáveis. E esta estranha tolerância é incompreensível à luz de um pouco de consideração racional.
    Saudações,
    Luís Vilela.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.