Credibilidade?

O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações afirmou, esta quinta-feira, que a presidente do PSD não tem credibilidade para dizer que se formar Governo riscará o investimento do TGV, porque quando esteve no poder deu o tiro de partido da rede ferroviária de alta velocidade (TGV).

Aparentemente Mario Lino não percebe. Enfim, não me surpreende. De qualquer forma, aqui fica uma singela tentativa de explicação.

Em 2003:
– O custo de comprar protecção contra um eventual default da República Portuguesa a 10 anos era cerca de 0,05% por ano;
– O rating da República Portuguesa não se encontrava ameaçado por qualquer agência;
– O BPN era um banco independente, aparentemente saudável;
– O BPP era um banco independente, aparentemente de grande sucesso;
– Não havia qualquer compromisso de financiamento/salvação de bancos ou outras empresas (para além das crónicas EPs);
– A dívida pública representava 57% do PIB;
– As estimativas de crescimento do PIB para 2004 eram de 1%.

Em 2009:
– O custo de comprar protecção contra um eventual default da República Portuguesa a 10 anos é cerca de 1,25% por ano;
– O rating da República Portuguesa foi colocado em watch negative pela S&P, antecipando um provável downgrade;
– O BPN, com perdas acumuladas de 700 milhões de euros foi nacionalizado;
– O BPP necessitou de um empréstimo de 450 milhões de euros garantido pelo estado para evitar a falência;
– O estado disponibilizou até 20 mil milhões de euros para financiamento de bancos, dos quais 4 mil milhões para entrada directa em capital;
– A dívida pública representará (pelo menos?) 65% do PIB;
– As estimativas mais optimistas de crescimento do PIB apontam para +0.1%.

Como o André já aqui tinha referido Manuela Ferreira Leite afirmou que “o nosso nível de endividamento” não é compatível com os custos actuais e futuros que o TGV implica. Só não percebe o mundo de diferença entre hoje e há cinco anos quem não quer. Espero que seja este o caso de Mário Lino, já que a alternativa seria bem mais grave.
De qualquer forma, mantenho uma divergência de fundo com MFL pois sempre achei o TGV um gasto perfeitamente disparatado do nosso dinheiro (tal como o novo aeroporto). Embora já não tivesse grandes dúvidas, fico com mais segurança quanto ao sentido do meu voto nas próximas legislativas.
Por fim, uma nota para o caricato que é ver o ministro que tornou famosa a expressão jamais (e que continuou ministro quando o jamais se concretizou) vir questionar a credibilidade de alguém que muda uma posição assumida há cinco anos atrás, numa realidade brutalmente diferente.

Um pensamento sobre “Credibilidade?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.