O caso Madoff

Bernard L. Madoff, principal accionista da Bernard L. Madoff Investment Securities LLC com quase 50 anos de actividade no mercado financeiro e gozando de excelente reputação foi ontem preso por agentes federais. É acusado de ter criado um gigantesco “esquema de Ponzi” (*) no valor de 50 mil milhões de USD (c. de 30% do PIB português).

Será isto a prova definitiva da necessidade de regular os mercados financeiros? Dificilmente. A empresa de Bernard L. Madoff era uma Registered Investment Advisor. Segundo este estatuto era obrigada a disponiblizar às autoridades e clientes (actuais ou potênciais) informações detalhadas sobre as suas actividades e sujeitar-se a auditorias periodicas da Securities and Exchange Commission. Nunca foi detectada nenhuma irregularidade e, como referi, Madoff gozava de excelente reputação tendo desempenhado vários cargos de relevo.

Na passada Quarta-Feira, Madoff confessou aos filhos que o seu negócio era uma fraude e que a firma estava insolvente. Estes falaram com o seu advogado que notificou as autoridades na noite do mesmo dia. Presumo que estivessem a dormir profundamente e acordassem em sobressalto.

ADENDA: Um pormenor irrelevante. Madoff era um consistente financiador do Partido Democrático.

(*) Para quem não sabe é parecido com a forma como são geridas as nossas reformas

Anúncios

6 pensamentos sobre “O caso Madoff

  1. “Madoff gozava de excelente reputação tendo desempenhado vários cargos de relevo.”

    É interessante que ainda hoje em Portugal uma das exigências para a criação de instituições financeiras é o tão famoso critério da honorabilidade dos sócios, o que normalmente quer dizer que qualquer casa de gestão de patrimónios precisa de alguém que se dê bem com os senhores da regulação como testa de ferro, para conseguir sequer iniciar negócio.

  2. Ana

    Para quem não sabe o que é o esquema Ponzi
    aqui está o exemplo bem simples:
    No Expresso desta semana vem um postal com o nosso/vosso muito querido Obama e uma moedinha.
    A moedinha vale $0.25 e em troca de 2 EUROS eles (as Colecções Philae) mandam-nos a moedinha pelo correio.

  3. Luís Morna

    O caso Madoff levou nove meses a ser resolvido mas “apanhou” com 150 anos de prisão.Aqui em Portugal,com tanto políticos,administradores e da Banca e acólitos a roubarem,vamos levar 150 anos a jugar os ladrões atrás referidos para depois nem sequer serem condenados ou os casos prescrevem!

  4. Pingback: Louçã e Madoff « O Insurgente

  5. Pingback: Social: um “esquema de Ponzi” em nome da solidariedade « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.