Secretaria de Estado do Sucesso Empresarial

Escreve o Rui Castro no 31 da Armada [negritos meus]:

«Quanto às falências, desculpem, mas não consigo deixar de as conceber como uma perversidade do sistema. Inevitáveis, por vezes, mas não necessariamente positivas, como os meus amigos insistem em afirmar. É a famosa tese do mal menor. Recuso-me a aceitar que a doença seja ao mesmo tempo a vacina. As falências ocorrem por que alguma coisa correu mal. E se os mercados deviam aprender com os erros em que aqueles que neles actuam persistem, é para mim evidente que o Estado não pode lavar as suas mãos, demitindo-se da sua função reguladora e não tentando evitar o erro

Tendo em conta que em 2007 faliram, só em Portugal, 18520 empresas, interrogo-me que acções pode tomar o estado para evitar esta orgia de erros. Além de sair de cima, claro.

Advertisements

4 thoughts on “Secretaria de Estado do Sucesso Empresarial

  1. Nuno

    Estou a ler mal ou está a comparar essas 18520 empresas com o sector bancário? Neste caso particular com um bancos com a dimensão Lehman Brothers, o 4º maior dos EUA?

  2. Nuno

    Li mal, nesse caso elucide-me por favor

    O sector bancário é o esteio de toda a economia! É claro que perante a ganância dos banqueiros e accionistas gestores de fundos, a passividade e cumplicidade dos reguladores perante estas actuações, alguém tem de por a mão por baixo e esse alguém tem de ser o estado(contribuintes).
    Qto ao restante tecido empresarial o estado não tem de fazer nada, senão cobrar impostos!

  3. Pingback: Miopia não é! | Total Blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s