Vendas forçadas

Libertad Digital

El presidente de Venezuela, Hugo Chávez, anunció este jueves que quiere nacionalizar el Banco de Venezuela, que pertenece al Grupo español Santander. En una alocución en cadena nacional, Chávez dijo que supo que los “dueños españoles” del banco lo querían vender y que el Gobierno venezolano lo quiere “recuperar” para ponerlo “al servicio” de los venezolanos. “Vamos a nacionalizar el banco de Venezuela”, afirmó.

“Ellos querían vender el banco a un banquero venezolano, el cual pidió permiso y autorización, porque así está en las leyes, y yo como jefe de Estado digo no”, manifestó Chávez. “Ahora véndamelo, al Gobierno, al Estado (venezolano)… entonces ahora los dueños dicen no, no queremos vender… Y yo digo, no, yo se lo compro, cuánto vale que se lo pagamos”, añadió.

3 pensamentos sobre “Vendas forçadas

  1. Luís Lavoura

    Pode não ser uma venda forçada, mas uma simples manifestação do direito que o Estado por vezes tem de comprar uma coisa pelo mesmo preço que era oferecido por um particular.

  2. Pelo que li não deve ser esse o caso mas, de qualquer forma, se “direito de opção” não resultar de uma acordo voluntário é uma manifestação da omnipotência estatal

  3. ulaikamor

    Os estados têm o poder de forçar um privado a vender algo pelo bem maior da comunidade. Há é que saber se tal situação se verifica aqui. Pelo que me parece, a resposta é NÃO…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.