Cavacologia (*)

Segundo o Público, Cavaco Silva fará hoje às 20h00 uma comunicação ao país.

O Público avança com duas possibilidades, o adiamento das eleições nos Açores (motivado pelo “chumbo” do Estatuto dos Açores – o que me parece uma fraca justificação) e/ou o veto político de algumas leis (o Público refere as alterações à lei do divórcio e o novo regime laboral da função pública – o que já me parece mais provável).

A estes junto dois outros possíveis motivos. A demissão do governo (pouco provável a não se que existisse um motivo muito forte e ainda desconhecido do público) ou a resignação do PR (por exemplo, por motivos de saúde).

Quid juris?

(*) Título roubado ao João Miranda

ADENDA:
(1) O João Vilalobos avança com mais duas hipóteses: (1) “o discurso vai ser a resposta do PR à descrença histórica dos portugueses na melhoria das suas condições de vida, revelada pelo INE ontem mesmo” ou (2) “A pressão dos grupos de interesses no dossier do nuclear [que] está a aumentar a uma velocidade inaudita“;

(2) Joaquim Sá Couto decifra três possíveis variantes do discurso de Cavaco Silva;

12 pensamentos sobre “Cavacologia (*)

  1. acostal

    Não me parece que os dois primeiros motivos justifiquem a gravidade para um comunicado extraordinário

    Acho que devem ser os outros dois. Estou inclinado para o último.

  2. PDamásio

    Parecem-me “inventivos” os motivos de provável demissão do Governo ou resignação do PR por motivos de saúde.
    Talvez o primeiro seja mais provável: a necessidade de adiamento das eleições por veto ao estatuto dos Açores devido aos timings da AR para expurgar as inconstitucionalidades.

    A mim, parece-me que Cavaco deverá falar da situação geral, crise, provável recessão, inflação em flecha, endividamento em flecha, etc, etc….mas poderá haver um facto NOVO grave que o faça “reflectir com o país”…estou efectivamente em expectativa, mas espero que valha a pena!

  3. Poderão ser “inventivos” mas estou curioso acerca da razão que leva o PR a fazer uma comunicação com tanta urgência. È claro que pode apenas dever-se aos motivos que refere no segundo parágrafo mas, nesse caso, não vejo razão para tanta urgência. Não serão propriamente novidades e o PR poderia perfeitamente aguardar até Setembro.

  4. É óbvio, demasiado até, que o Sr. Presidente, cada vez mais aprendiz de monarca do final do século IX, vai falar sobre o Estatuto dos Açores, que só aos açorianos respeita por razões próprias da sua autonomia e pouco ou nada interessa à maioria dos continentais, pois foi aprovado por UNANIMIDADE, pela Assembleia da República – este sim o órgão legítimo eleito pela escassa maioria dos portugueses.
    Mal vai um País e Portugal não escapa, quando o P.R. se confronta com o órgão legislativo por excelência, em questão aprovada, repito, POR UNANIMIDADE.
    È também demasiado óbvia a razão e motivação do P.R. – vejamos:
    A D. Manuela – dama de ferro ferrugenta (desculpe-me Andrade da Silva), à revelia do PSD que votou o Estatuto favoravelmente sem alguma abstenção, criticou violentamente o mesmo, usando brejeiramente os mesmos argumentos do Prof. Cavaco, sem dizer nada de novo como sempre o faz e sem propor alternativas e/ou soluções, sendo useira e vezeira neste vazio em que vive e pretende fazer viver os Portugueses……
    Só que esta estratégia resulta a curto prazo e não à la longue. Queremos propostas de soluções para a situação em que vivemos de engordar cada vez mais quem é gordo e não, como soe no Brasil, de “… conversa mole p’ra boi dormir…!
    Não vejo por isso qualquer necessidade do PR deslocar de novo as suas permanentes férias para, mais uma vez na televisão, nada dizer de novo à quase totalidade dos Portugueses. Não precisamos de apelos (im)patrióticos, mas sim de equidade, paridade e soluções reais para os problemas que nos afligem cada vez mais e deste modo oneram as novas gerações. A oligarquia instalada terá de, mais cedo do que espera, pagar a factura perante todos nós, quer queiram ou não!!!!
    Um abraço a todos.

  5. Muito obrigado pelo link, mas eu só avancei com a primeira hipótese. Disse que gostava que ele esclarecesse melhor a sua posição face ao nuclear, mas é só wishful thinking. Estou certo de que nada terá a ver com o teor do discurso. Abraço

  6. Cruz Alves

    Para um discurso de 5 minutos (o anunciado), e nesta altura da “saison” política…, tenho uma desconfiança muito séria, que tal comunicação será para anunciar qualquer coisa relativo a problemas de saúde que serão potencialmente graves.
    (não publicar o meu mail)

  7. Em minha opinião o Presidente vai comunicar-nos que em virtude de lhe ter saído o euromilhões vai resignar. Ponham tento nas vossas profecias e aguardem pelas 20.00 horas.

  8. Pingback: Mensagem do Presidente da República à Nação « O Insurgente

  9. Pingback: II - A comunicação presidencial « bem-vindo à esfera

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.