Aqui ao lado

Diário Económico

Governo de Madrid corta previsões do PIB de 2008 e 2009 para 1,6% e 1%, respectivamente. Espanha diverge e arrasta Portugal.

O pior cenário para a economia portuguesa – o da travagem abrupta de Espanha, país que compra 30% das exportações nacionais e é um dos maiores investidores estrangeiros – tornou-se realidade.

De acordo com o novo quadro macroeconómico do Governo de Madrid, Espanha está a braços com a pior crise desde a recessão de 1993, ano em que a riqueza espanhola sofreu uma contracção de 1%.

O outrora optimista Executivo, liderado por José Luis Zapatero, admite agora que a expansão do PIB será de 1,6% este ano e 1% no próximo; o investimento e o emprego entrarão em recessão em 2009; o consumo quase estagnará; a evolução das importações, que acompanha a par e passo a das exportações nacionais, descerá até 1,9% em 2009. São os piores registos desde 1993, ano em que Portugal também entrou em recessão (-2% no PIB).

O desemprego espanhol subirá acima de 12% da população activa em 2009, o pior valor em dez anos. Estes números colocam Espanha a divergir face à média Europeia, o que não acontecia desde o início da década de 90.

6 pensamentos sobre “Aqui ao lado

  1. Luís Lavoura

    “país que compra 30% das exportações nacionais e é um dos maiores investidores estrangeiros”

    Felizmente Sócrates está a, com muita inteligência e perspicácia, perceber que a Europa é um continente no qual, no médio prazo, não vale a pena apostar – pois que a sua economia está severamente limitada pela estagnação demográfica – e está a apostar em paises como a Venezuela, Marrocos, Argélia e Líbia.

  2. “Felizmente Sócrates está a, com muita inteligência e perspicácia, perceber que a Europa é um continente no qual, no médio prazo, não vale a pena apostar – pois que a sua economia está severamente limitada pela estagnação demográfica – e está a apostar em paises como a Venezuela, Marrocos, Argélia e Líbia.”

    Pensava que essa decisão ainda deveria ser dos agentes económicos.

    Deve ser a tal de “economia mista” ou “economia social de mercado”.

  3. Luís Lavoura

    “Pensava que essa decisão ainda deveria ser dos agentes económicos.”

    Com países como esses, a decisão é sempre, em parte, política.

  4. A micro-economia produtiva que dá emprego a mais de 90% dos portugueses que não trabalham para o estado precisa tanto destas jogadas como sei lá o quê.
    .
    Isto é para a malta do PSI 20 e para as suas bolhas.

  5. Principe negro

    E Portugal continuará na senda para crescer uns estelares 1.25% como nos disse ainda há uma semana o douto Doutor Constancio?

    “Felizmente Sócrates está a, com muita inteligência e perspicácia, perceber que a Europa é um continente no qual, no médio prazo, não vale a pena apostar”
    Pensei que depois dos gato fedorento jamais encontrariamos alguem tão cómico assim. Bem hajas Lavoira, segundo a minha humilde opinão estás preparado para te juntar ao Constâncio e ao Socrates no clube dos amigos marretas.

  6. Lucklucky

    “Com países como esses, a decisão é sempre, em parte, política.”

    Mais uma visão de grandes projectos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.