Adivinha…

Em baixo vemos imagens de slots de aeroportos europeus para a próxima semana. A vermelho slots sem vagas, a amarelo slots com poucas vagas, a verde slots com muitas vagas.

Adivinhe qual destes aeroportos vai ser substituído pelo seu governo às custas dos contribuintes…

Vá lá, não é difícil…

Pois cá vai: o primeiro aeroporto é Londres-Heathrow, o segundo é Zurique-Klöden e o terceiro Lisboa-Portela…

Inspirado aqui, via TAF. Confirmar aqui.

12 pensamentos sobre “Adivinha…

  1. Caro Michael cuidado, pois os argumentos objectivos e quantificáveis não tardam em ser qualificados como fassistas e economicistas. O país em crise está sedento por elefantes brancos, daqueles que consomem 1 ou 2 anos de receitas fiscais.

  2. JDC

    este post teria muito mais valor se os dados se referissem a um ano inteiro… além disso, o aeroporto de alcochete vai demorar quanto tempo a ser construido mesmo?

  3. Luis Lavoura

    O problema, no entanto, nao consiste em saber quantos slots livres atualmente ha. De facto, um aeroporto novo demora dez anos a construir e, depois de construido, demora 20 anos a ser integralmente rentabilizado e pago.

    O problema, pois, esta em saber quantos slots vagos havera daqui a 20 ou 30 anos.

    E, ai, e que a porca torce severamente o rabo. Pois que nao ha forma de fazer andar avioes sem ser a derivados de petroleo. Para avioes nao valem motores eletricos nem hibridos: tem que ser mesmo petroleo, pois so este tem a densidade energetica necessaria. Ora, qualquer pessoa avisada sabe que o petroleo sera severamente escasso daqui a 20 ou 30 anos. Pelo que, ou se usa nos avioes todo o petroleo que houver disponivel, ou havera muitos slots disponiveis.

  4. Paulo Sacramento

    Acho estes dados um bocado estranhos. Enquanto passageiro frequente da aviação e do aeroporto de Lisboa em particular, tenho a dizer que este último é aquele em que, proporcionalmente ao tamanho do aeroporto (neste caso, pequeno), há mais aviões que não beneficiam, por exemplo, de um finger directamente do terminal para o avião e como tal obriga mais passageiros – sempre em proporção – a ir do avião para o terminal e vice-versa em autocarro. Isto acontece em Lisboa mais do que em qualquer outro aeroporto que conheça. É o famoso “planalto dos aviões” da TAP, a que se acede por um túnel debaixo da pista e que dá a ideia de que nos vão levar até ao nosso destino de autocarro em vez de avião, tal o tempo e a distância em questão.

    Não sei a que é que o post se refere como “slots”, mas parece-me uma abordagem simplista. Um “slot” como aparece nas imagens provavelmente refere-se às posições disponíveis para um avião partir e aterrar. E aí acredito que haja muitas disponíveis, porque pelo aeroporto de Lisboa não passam muitos aviões se compararmos com qualquer outro aeroporto grande europeu. Mas isto não diz nada sobre se os “poucos” aviões que existem estão bem servidos ou não. E esse é que creio ser o problema do aeroporto de Lisboa: o terminal e tudo o resto que isso comporta (balcões de check-in, estacionamentos, portas de embarque, sistema de bagagens/número de cintos, controlo de segurança – estes são os factores verdadeiramente importantes para um aeroporto, não os slots de partida e de aterragem…) é pequeno e não pode ser muito aumentado, fazendo com que não haja capacidade para albergar em boas condições mesmo um número reduzido de aviões.

    Dito isto, era mais a favor da Ota ou até de manter a Portela, restruturada tanto quanto possível, do que fazer um aeroporto em Alcochete. E é um dado adquirido que o dinheiro dos contribuintes, em Portugal como em muitos outros países, é mal gasto. Isso nem deve ser factor de discussão 🙂

  5. Luis Lavoura

    Creio que o comentario anterior tem razao. O problema da Portela nao e, nem nunca foi, haver falta de espaco para descolar e aterrar. O problema da Portela esta em falta dee espaco de estacionamento para os avioes e em falta de estruturas de apoio. Na Portela os avioes aterram e descolam mas, pura e simplesmente, nao teem espaco para estacionar no entretanto. Muito menos teem espaco para estacionar ao pe do terminal, o que obriga os passageiros a viagens de augtocarro. Alem disso, constga que o terminal de cargas e descargas (para mercadoria aerea) da Portela e uma vergonha, onde se trabalha no limite.

    Ainda agora estive no aeroporto de Arlanda, em Estocolmo. Em materia de trafego eu diria que Arlanda nao e superior a Portela, muito pelo contrario. Mas em termos de estruturas de apoio nao tem nada a ver: todos os avioes estacionam junto de mangas, tem dois terminais com imenso espaco. Enquanto que na Portela o pessoal esta todo ao molho, em Arlanda tanto as pessoas como os avioes teem montes der espaco.

    Em materia de pista de aterragem a Portela e otima. O pior e o resto.

  6. Parece que aqui ninguém voou para Paris CDG.

    É que já não é a primeira vez que lá aterro e que fico estacionado em aprons que obrigam a trajectos de autocarro que fazem a viagenzinha da Portela parecer uma brincadeira.

  7. Michael Seufert
  8. Há tantos slots disponíveis que recentemente tiveram de levantar a proibição de descolagens nocturnas (KLM e Skyeurope). Porquê da proibição? Porque os lisboetas até terão direito a dormir.

    Heathrow fica a milhas de Londres!

  9. jmelo

    Hmmmm… Interessante. Estes gráficos foram retirados daqui: https://www.online-coordination.com/Default.aspx?tabid=AvailWeek

    Mas o que eu não vejo neste post é a referência ao disclaimer, que está lá para quem quiser ver… Adivinhem lá porqueê? E passo a citar:

    Warning!
    The slot availability displays only show runway slot availability. Other constraints, such as terminal or stand capacity or night period restrictions, may prevent slots being allocated as requested. The aircraft operator is responsible for complying with any and all additional restrictions or conditions that may apply to the operation of a flight at the airport concerned and must check the relevant publications (eg, NOTAMs, the Airport’s Conditions of Use, etc).

    The allocation of a slot does not imply the availability of all facilities necessary for the operation. In all cases it is the aircraft operator’s responsibility to make suitable ground handling arrangements

    Gosto especialmente do último parágrafo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.