Ainda o caso canadiano

Um dos casos a que Ezra Levant deu mais tempo de antena, foi o de Stephen Boisson (se não conhecer Ezra Levant, este texto pode ajudar).

Stephen Boisson é um pastor que escreveu uma carta que há seis anos foi publicada num jornal local canadiano – o Red Deer Advocate. A carta, que pode ser lida aqui, é uma carta da qual eu discordo praticamente na totalidade, mas que não incita à violência, e como tal tem todo o direito a ser impressa, se encontrar quem a queira imprimir.

Tem? Bem, no Canadá a Comissão de Direitos Humanos de Alberta decidiu que não e condenou o reverendo ao pagamento de uma multa ao activista que apresentou a queixa (pelo tempo e energia despendidos na sequência da queixa (sic!) ), a uma carta de desculpas ao queixoso (que a comissão reconhece não ter sido visado nem prejudicado pelo texto) e a uma retractação pública no jornal que originalmente publicara a carta.

Felizmente os editorialistas do Red Deer Advocate recusam-se a pactuar com tal conduta inaceitável (via):

Any reasonably sophisticated reader can understand the difference between literal and figurative language. Based on the evidence before us, however, that distinction was lost on the rights commission.

Now, the rights of Albertans to publicly express views that they honestly believe are being constrained not by criminal law, but by fear of being hauled before a rights commission and the certainty of accumulating massive legal bills to defend themselves.

More egregiously, the rights commission not only wants to censure hateful speech (a laudable goal), but to pre-emptively deny some Albertans the right to express their legitimate views on certain topics.

The commission forbids Boissoin from writing “disparaging remarks” about gays — a phrase that has dubious legal weight — and forbids him, in advance, from writing critically about Lund’s involvement in this case.

This is called prior restraint. It’s an abomination in any free and democratic society.

But it’s what Lund [o queixoso] sought and what the misguided rights commission has agreed to order.

Boisson, e muito bem, reafirma que não vai retirar o que disse.

Anúncios

Um pensamento sobre “Ainda o caso canadiano

  1. Pingback: Já andam a queimar pessoas na Europa « Para tomar consciência do terror do Islão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.