O caso canadiano contra a liberdade de expressão

ou: Como afinal ainda há heróis…

Ezra Levant é um jornalista canadiano com os seus balls no sítio. O blogue que escreve é de leitura obrigatória. Lá, relata as suas aventuras contra um monstro burocrático que os canadianos inventaram: as Human Rights Comissions. O nome destas comissões já assusta um bocado, mas se tratassem de condições nos estabelecimentos prisionais, ou de casos de trabalhos forçados, estava tudo bem (restava saber para que serviria a polícia e os procuradores canadianos), mas não. As comissões de direitos humanos, são kangaroo courts onde se perseguem os direitos humanos fundamentais dos canadianos, a começar pelo de exprimir livremente as suas opiniões.

Comecei a ler os relatos de Ezra Levant por intermédio do António Costa Amaral, aquando da primeira audiência do jornalista na HRC, onde lhe tinha sido interposta uma queixa por o jornal que Levant dirigia ter publicado os cartoons de Maomé.

Sim, é verdade: a publicação dos famosos cartoons no Western Standard deu direito a uma queixa numa comissão de direitos humanos. Direitos hu-ma-nos. Mais: essa queixa foi aceite, e Levant é acusado desde então por essa comissão que tem o poder de o “obrigar” a dar o dito por não dito, a pagar uma multa ao queixoso e a pagar centenas de milhares de dólares em custas e honorários.

Mas Levant não se deu por batido e fez aquilo que cada vez mais exige coragem e dinheiro nas nossas sociedades: começou a combater o estado. Além de ser dotado duma dura e combativa oratória que pôs em prática face aos thugs (Levant dixit) que o interrogam e julgam, publicou vídeos da primeira audiência a que foi sujeito, e começou a investigar o funcionamento das HRC, nomeadamente das do seu estado de Alberta. Os casos que Levant descobriu nos arquivos das HRCs não são nada lisonjeiros para o Canadá e a civilização ocidental e estão descritos no blogue do jornalista. Refira-se ainda este caso de propaganda intolerável. O lema de Levant tornou-se: Fire. Them. All.

São comissõezinhas politicamente correctas e burocráticas como estas que se vão introduzindo no nosso sistema administrativo que vão matando a nossa democracia.

O combate não é fácil, mas Ezra Levant sabe bem o que quer e porquê o quer. Na dita audiência terminou dizendo (destaques no AAdF):

It [a HRC] is also deeply procedurally one-sided and unjust. The complainant – in this case, a radical Muslim imam, who was trained at an officially anti-Semitic university in Saudi Arabia, and who has called for sharia law to govern Canada – doesn’t have to pay a penny; Alberta taxpayers pay for the prosecution of the complaint against me. The victims of the complaints, like the Western Standard, have to pay for their own lawyers from their own pockets. Even if we win, we lose – the process has become the punishment. (At this point, I’d like to thank the magazine’s many donors who have given their own money to help us fight against the Saudi imam and his enablers in the Alberta government.)

It is procedurally unfair. Unlike real courts, there is no way to apply for a dismissal of nuisance lawsuits. Common law rules of evidence don’t apply. Rules of court don’t apply. It is a system that is part Kafka, and part Stalin. Even this interrogation today – at which I appear under duress – saw the commission tell me who I could or could not bring with me as my counsel and advisors.

I have no faith in this farcical commission. But I do have faith in the justice and good sense of my fellow Albertans and Canadians. I believe that the better they understand this case, the more shocked they will be. I am here under your compulsion to answer the commission’s questions. But it is not I who am on trial: it is the freedom of all Canadians.

You may start your interrogation.

Good Luck Mr. Levant. Get. Them. Fired.

Anúncios

Um pensamento sobre “O caso canadiano contra a liberdade de expressão

  1. Pingback: Ainda o caso canadiano « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.