As lecas

Esta gente da Quercus não sobrevivia um ano no mundo das empresas. Infelizmente a prática que demonstram vem da teoria que lhes é ensinada como verdade. Marx anda “por aí”. Ora senão vejam: o angariador de fundos recebia 10% de comissão porque os valores eram baixos. Se os projectos envolvem valores maiores, aqui d’El Rei que 10% já é demais. Olha que caralho. Vai daí há que estabelecer um salário porque senão o angariador ganha demasiado. O problema é que nem lhes passa pela cabeça que as pessoas reagem a incentivos, logo, o angariador não vai fazer o esforço necessário para angariar fundos em que que os 10% prévios sejam superiores ao salário que lhe passa a ser pago, pelo contrário, para ele só faz sentido angariar fundos num valor inferior. Fosse a Quercus uma empresa e definharia, devagar, lentamente até desaparecer. O ambiente, está entregue a isto.

Dizem eles:

“No âmbito do novo contrato, podemos dizer que para que este recurso humano signifique um custo mais elevado para a Quercus do que o recurso humano mais bem pago na associação terá de ser responsável por estabelecer parcerias para projectos que ultrapassassem os 525.000 euros por ano”.

Considera-se que um angariador de recursos, pago à comissão, é um custo. E é gente desta que normalmente se indigna com os recibos verdes. Ó otários: ele é que arranja a guita para que a Quercus se divirta. Vocês têm um projecto, ele arranja quem o financie e faz-se pagar por isso e através disso. Não é custo nenhum.

Um pensamento sobre “As lecas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.