SOBRE O BE E A DEMOCRACIA

O apoio do BE a figuras como Castro e Chavez não deve surpreender ninguém e O Insurgente tem vindo a prestar um bom serviço ao desmascarar a sua sinuosa política.
Os trotskistas, desde que emergiram na cena internacional nos anos trinta, e em particular com o aparecimento em vários países de diversos agrupamentos inspirados pelo pensamento de Leon Trotsky, sempre se apresentaram como defensores da democracia. Como foram perseguidos até as últimas consequências pelos estalinistas, parecia convincente essa pose aos olhos dos incautos e superficiais. Todavia era e é só uma pose. A falta de democracia que os trotskistas lamentavam era a falta de democracia interna no seio dos partidos comunistas. Queriam o direito ao faccionismo, nada mais. O chamado centralismo democrático só lhe convinha se fossem eles a ocupar a maioria. Trotsky, ele próprio, não era nenhum icone de democracia e as suas actuações antes de perder o poder não eram muito diferentes das do seu grande inimigo.

Quem conhece a trajectória dos diversos grupos trotskistas sabe bem quais são as políticas e os políticos que eles têm apoiado ao longo de três quartos de século. A sua política de infiltração em partidos existentes, conhecida como ‘entrismo’, durante estas décadas equipou-os com uma grande experiência de estratagemas de disfarce e a capacidade de fazer alianças com as mais inesperadas aglomerações, artísticas e outras como minorias sexuais, etc.

Um dos palcos principais deste tipo de actuação tem sido a América Latina, onde até nasceu uma Quarta Internacional inventada por um tal de Pousadas. Não é de admirar, por conseguinte, que os trotskistas indígenas prestem a sua homenagem ao último especimen revolucionário que veio a surgir por essas bandas.

7 pensamentos sobre “SOBRE O BE E A DEMOCRACIA

  1. Dharma Bum

    OHHHH… santa ignorancia. Mas o sexo femenino esta tao mal representado neste blog. Talvez como defende-se aqui o lugar das mulheres è mesmo em casa… pelo menos de algumas.

    Hoje podia-se começAr no primeiro paragrafo e acabar no ultimo… a asneirada è total.

    O apoio do BE esta a ser desmarcarado:)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))).

    E o apoio as politicas terroristas de bush e israelitas??? Estao a ser desmascaradas por nos nao????

    Fidel e Chavez podem nao ser flor que se cheire… mas sao umas ovelhinhas perante os tubaroes da casa branca… esses sim assassinios altamente especializados.

    Os trotskistas emergem na cena internacional bem antes… nao seja borrega!!!!! Trostky sempre se defeniu como um SOCIAL DEMOCRATA. Sendo que segundo os conceitos da epoca um social democrata era UM COMUNISTA (diferente dos MARXISTAS)…. como evoluem alguns conceitos. A insurgencia è a prova disso: GUERRA è PAZ. Liberdade è ESCRAVIDAO.

    Patricia… nao pedimos ideias POLITICAMNETE CORRECTAS… so um pouco de honestidade. Sabe que significa???? VA ao diccionario.

  2. Euroliberal

    Não se podem meter Fidel e Chavez no mesmo saco. O primeiro é um ditador que nunca foi eleito, fuzilou 17.000 democratas e manteve milhares na prisão (hoje porém a maior parte dos presos políticos de Cuba estão na base americana de Guantanamo…).

    O segundo foi eleito já duas vezes em eleições limpas, não tem um só preso político e não matou ainda nenhum oposicionista. Para mais, segue uma política capitalista com um enorme sucesso (13% de crescimento ao ano !).

    E o que eu gosto mais nele é que ousar chamar publicamente ao macaco da Casa Branca o que ele é: BURRO, ASSASSINO, GENOCIDA, BÊBADO e DIABO !

    Na América latina, tal como no mundo islâmico e na Europa, o bushismo é o mal absoluto. Para a direita e para a esquerda ! E Portugal faz muito bem em ter boas relações com a Venezuela, uma potência emergente e com um futuro radioso à sua frente. Ao contrário dos EUA que… coitados…

  3. Daniel Azevedo

    A Patricia Lanca agora tem um “grilo falante” colado aos posts chamado Dharma Bum.
    E se ainda os comentários fossem construtivos…
    Mas não, limita-se ao ataque pessoal.
    Se não concorda com o que é escrito no post refute. Agora ter que o aturar a emitir flatulências intelectuais cada vez que há um post da Patricia Lanca… Xiça!

    Cumprimentos

  4. Patricia Lanca

    Obrigada pela referência ao “grilo falante”. Diverti-me muito.
    Nuns notáveis versos de Rudyard Kiping ele disse:
    “If you can bear to hear the truth you’ve spoken
    Twisted by knaves to make a trap for fools…”

    Os Insurgentes sabem de antemão que terão de aguentar ver as verdades que escrevem “destorcidas por canalhas para enganar os tolos”. Em cada comentário nesse sentido o insurgente verifica a invencível estupidez de alguns dos seus críticos. Melhor ainda, a generalidade dos leitores têm a mesma reacção.

  5. Euroliberal

    Mas então Fidel e Chavez são diferentes ou não ? Faltam argumentos ? Pois, já é costume… A única semelhança entre ambos, é que detestam os EUA… mas isso também eu…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.