O Público errou

No seu editorial, JMF afirma que, e cita-se, “o BIC, banco detido, entre outros, por Américo Amorim e pela filha de José Eduardo dos Santos, acaba de obter autorização para iniciar a sua actividade em Angola”. Convinha esclarecer que o BIC é já o segundo maior banco privado a actuar em Angola, e que abriu portas quase há três anos. A autorização em questão é do Banco de Portugal, mas para uma filial que o BIC pretende abrir no nosso país.

Por decoro, não recomendo a leitura da crónica mesmo ao lado do editorial, mas se quiserem, vão lá e espreitem, está mesmo do melhor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.