Pacheco Pereira, Mário Machado e a extrema-esquerda

É muito elucidativa a campanha de que está a ser alvo JPP por ter tido a coragem de afirmar o óbvio:

Alguém, pressuroso, informou os orgãos de comunicação social que o país pode estar calmo: sairam ou vão sair acusados de assassinatos, violações, etc., mas não será libertado Mário Machado, o dirigente dos skinheads, que é acusado de incitar ao ódio racial, algo que em países genuinamente liberais não é crime, nem sequer delito de opinião. Tudo na longa manutenção de prisão preventiva de Mário Machado é estranho e aponta para razões puramente políticas, o que é inadmissível numa democracia.

A extremaesquerda (que, diga-se de passagem, está evidentemente muito mais próxima do nacional-socialismo do que JPP) reage apontando JPP como “camarada de Mário Machado” e reafirmando o seu apoio à existência de delitos de opinião.

Importa, no entanto, reconhecer a coerência destes activistas de extremaesquerda: não só continuam a defender (de forma mais ou menos envergonhada) o sistema político que mais morte e miséria causou na história da humanidade como se manifestam abertamente a favor da criminalização de ideias que lhes desagradam. Só se deixa enganar quem quer.

Leitura complementar: Direito e Moral; Mário Machado: preso político?; Mário Machado: preso político? (2).

Anúncios

8 thoughts on “Pacheco Pereira, Mário Machado e a extrema-esquerda

  1. João

    Num país ‘genuinamente liberal’ (?) não seria necessário ‘ter coragem’ de afirmar o que quer que seja.

    A questão reside no facto de JPP achar por bem passar o mês de Agosto a investigar todo e qualquer texto, frase, citação, podre por parte dos ‘verdeufemia’ e não perceber que Mário Machado não é apenas ‘o dirigente dos skinhead’ nem está sequer acusado apenas por incitar ao ódio racial.

    Se ler a notícia do Correio da Manhã disponibilizada por Daniel Oliveira facilmente perceberia isso.

    http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=258497&idselect=9&idCanal=9&p=200

    Apesar de não simpatizar com nenhum dos lados, concordo plenamente com a questão levanta pela ‘extrema-esquerda’. JPP tenta a todo o custo equiparar os crimes dos ‘verdeufemia’ aos crimes do Mário Machado, enterrando-se num atoleiro intelectual.

  2. Tenha vergonha AAA. Não cometa o mesmo erro que JPP, não fale de um processo que desconhece. E para além disso, não faça vista grossa às agressões, ameaças de morte, tráfico de droga e armas…

  3. Anonimo

    “…não faça vista grossa às agressões, ameaças de morte, tráfico de droga…”

    Dos verdeufémia?

  4. Daniel Oliveira

    «A extrema-esquerda [com link para o meu blogue] (que, diga-se de passagem, está evidentemente muito mais próxima do nacional-socialismo do que JPP)»

    Estranho é que alguém ainda perca um segundo a debater consigo.

  5. Pingback: A extrema-direita e o boomerang mediático « Papel Principal

  6. Pingback: Marinho Pinto e a prisão de Mário Machado « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.