Timeout

Sempre me fez um bocado de confusão a animosidade que existe relativamente a Scolari. Parece-me um instinto suicida, se levarmos em conta que ele é o seleccionador nacional que melhores resultados obteve desde sempre (não esquecer que Otto Glória apenas orientou a selecção durante o Mundial de 1966 e que nessa altura a fase final tinha metade das equipas). Além que é caricato: os críticos de longa data parecem aqueles jogadores à roleta que dizem “vai ver que na próxima sai vermelho“. Às tantas acabam por ter razão. O notável aqui, com mérito de Scolari, é que não saíu “vermelho” durante seis anos. Não me recordo de algum seleccionador ter durado tanto tempo nesta nação de treinadores de bancada.

Mas a lei das probabilidades acaba por vir ao de cima. Os nossos valorosos rapazes estão um bocado preguiçosos e desmotivados (alias, como o resto do país), levando o seleccionador a perder a cabeça. Acho muito bem que Scolari seja penalizado, como seria qualquer jogador, por esse comportamento. Mesmo que seja verdade que Dragutinovic tenha traçado algum paralelo entre alguém na família Scolari e a opinião que Materazzi tem (ou tinha) da irmã de Zidane. Uma multa e uns dois ou três jogos de suspensão não chocaria. Mas a matilha de lobos que anda a rondar Scolari deve pensar bem antes de o trucidar. É que levando em conta a lei das probabilidades e o muito verosímil teorema do JCD, a malta ainda vai passar uns anos à espera que a roleta volte a dar “preto”.

6 pensamentos sobre “Timeout

  1. AS

    Este aculturado “eu fico”, acrescido de um pedido de desculpas a contra-gosto, contra-natura, e em diferido (cerca de 20 horinhas depois da coisa), a falar ao coração da plebe (fiz o que fiz mas só quis praticar o bem, eu visto a camisola), deve ter enchido de felicidade o rebanho de ovelhinhas acéfalas que gosta de ser manipulado.

  2. AS

    Scolari fica. Boas notícias para o rebanho de ovelhinhas acéfalas que se excita com as escolhas de Scolari: nas convocatórias; na escolha da equipa inicial (lembram-se, por exemplo, do jogo inaugural do Euro 2004 ?); no decurso dos jogos; nas conferências de imprensa; nas respostas aos jornalistas; na abordagem às críticas dos que não fazem parte do rebanho.

  3. As únicas ovelhinhas acéfalas estão mortas, meu caro. E o mesmo se passará com lobos acéfalos. De qualquer modo, neste caso não sou nem lobo nem ovelha, prefiro ser homem, de preferência racional.

  4. Como Brasileiro, devo dizer: Scolari foi perseguido por todos os meios de comunicação, por (A) não ser natural do Rio de Janeiro; (B) não ser necessariamente “diplomático” e sempre falar o que pensa; (C) Não haver convocado o Romário (a despeito de uma campanha intensa movida inclusive pelos canais de televisão – Romário, contudo, tinha caráter duvidoso para matner um grupo unido, na opinião de Scolari – e na minha também).

    A Copa de 2002 foi marcada por comentários maliciosos da imprensa e da torcida sobre o estilo marcante de Scolari. Realmente, está longe de ter a postura de um primeiro-ministro.

    Mas foi e é, até hoje, com a sua paixão e honestidade dentro de campo, um treinador do qual o Brasil sente saudades. Perde a cabeça sim, e perde porque acredita no que faz, e defende aquele time com os dentes.

    Posso dizer apenas que, em 2002, calou a boca dos críticos. Sem Romário, Sem curvar-se à imprensa, ganhou a Copa na campanha mais estruturada e estável que vi o Brasil ter desde que estou vivo (não, não vivia à epoca de 1970 😉

    Entendo a revolta com a atitude dele. Mas ao ver os vídeos, o que vi foi manifestação por paixão. Pela Seleção, e pelo futebol. E ele ainda pediu perdão depois.

  5. Pingback: O Insurgente » Blog Archive » Timeout - Adenda Pedante

  6. Pingback: Lei das probabilidades « O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.