O centro-direita português apoia as FARC

(…)O candidato comunista, Bernardo Jaramillo, surpreendeu-me: foi o único dos meus entrevistados a abrir, ele próprio, a porta de casa. Ele, como Galán, queria romper com o novo ciclo de violência. O seu slogan era “venga esa mano país”, era a mão estendida. Os paramilitares, da extrema-direita, não gostavam dele. E os conservadores do seu partido, ligados à guerrilha das FARC, e que se reciclavam na coca, também não gostavam dele, chamavam-lhe “perestroiko”. Dois meses depois do nosso encontro, um garoto de 12 anos, que não fora revistado no aeroporto de Bogotá, abateu-o.

Ingrid Betancourt vivia por essa altura em Paris. A morte de Galán fê-la regressar. Fez um partido a que chamou Oxigénio – pertencia à família política de Galán e de Jaramillo, dos que insistiam na sobrevivência da Colômbia. Dialogar em vez de matar. Em 2002, ela foi a uma aldeia ocupada pelas FARC. Foi sequestrada por estas. Continua sequestrada, cinco anos depois. Na semana passada, um chefe das FARC chamou-lhe “prisioneira política”. Na próxima semana, representantes das FARC vão estar na Festa do Avante!. Quem for à Festa do Avante! sem a foto de Ingrid Betancourt ao peito entra sem mão estendida, mas com dedo no gatilho.

Ler o texto completo de Ferreira Fernandes, no DN.

A esquerda em Portugal é livre de fazer o que quer com um suposto estado de direito, inclusivamente apelar e apoiar o terrorismo, desde os pequenos milho-terroristas aos grandes coca-terroristas. Mais decepcionante que isso é a “direita” e o “centro” português que continuam a pactuar com este tipo de situações. Se houvesse centro ou direita com real participação política em Portugal, ja teríamos manifestações marcadas, providências cautelares,… Mas não, a nossa “direita” e o nosso “centro”, que mais não são que formas de esquerda requintadas, são plataformas de poder que aguardam a sua vez nos ciclos de alternância politica. Por omissão, o nosso “centro-direita” apoia a presença das FARC.

7 pensamentos sobre “O centro-direita português apoia as FARC

  1. ulaikamor

    Post pequeno, mais que vai directo à questão!

    A direita e o centro em Portugal não são realmente uma direita e um centro, são no seu núcleo uma esquerda mas que por racionalização estão à direita da esquerda.

    Basicamente o que quero dizer é que, esta direita e este centro acreditam no fundo do seu ser que o futuro pertence à esquerda e que no futuro, eventualmente, a nossa sociedade irá convergir para um modelo de esquerda, pela simples razão de que este é o que está inerentemente correcto.

    No entanto, e aqui entra o que chamei de “racionalização”, devido aos problemas que a nossa sociedade tem, a crença é de que a altura não é ainda a melhor para implementar essa sociedade de esquerda e, portanto, por uma questão de praticalidade, esses partidos colocam-se à direita ou ao centro, porque essa será a melhor forma de garantir a transição adequada para modelo de sociedade ideal, ou seja, de esquerda.

  2. Penso que estão a ignorar de que é feito esse suposto centro, uma vez que não existe direita em Portugal.
    E esse centro é composto de uma massa grande e bem amorfa de populaça para quem a vinda dessa fulana ao ajuntamento do Avante (este já de si hiper inflacionado pela imprensa) tem tanta importância como saber se ontem choveu.

  3. “a altura não é ainda a melhor para implementar essa sociedade de esquerda e, portanto, por uma questão de praticalidade, esses partidos colocam-se à direita ou ao centro, porque essa será a melhor forma de garantir a transição adequada para modelo de sociedade ideal, ou seja, de esquerda.”

    Nem aguento de ansiedade por essa sociedade ideal! Quem diria que iríamos ter amanhãs tão cantantes!

  4. Miles

    Os socialistas de direita do PSD e CDS/PP andam com low profile para ver se não apanham com mais algum processo que sai que cada vez que se mexem…
    Ideológicamente alguns deles estão de facto muito mais à esquerda do que o PS… vide aquele pequenino no PE que não sendo licenciado presidiu “á universidade de verão” do PSD em que se cahar fex uma dissertaçaõ sob como perseguir agentes da CIA na Europa…

  5. João

    1. Como é público e notório as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) não estiveram presentes na Festa do «Avante!» de 2006.
    2. Nem vão estar na de 2007.
    3. Quem foi convidado foi o Partido Comunista da Colômbia (PCC).
    4. Alguém me explica como é que uma organização fundada em 1930 (o PCC) pode ser «o braço político» duma outra organização refundada em 1967 (FARC)?
    5. Do ponto de vista de um determinado período histórico, quando muito, poder-se-ia dizer o contrário. Já que o PCC, nos anos 60 do século passado, destacou alguns dos seus quadros de direcção para dar conteúdo político às FARC.
    6. A concepção de que o PCC é o «braço político» das FARC tem a sua origem nos serviços secretos americanos. Tal como o nome vietcong (guerrilheiro comunista) o teve durante a guerra do Vietname. O objectivo era descredibilizar os comunistas. No Vietname (onde os guerrilheiros não comunistas eram muito mais que os comunistas) o efeito foi o contrário. Na Colômbia também.
    7. Em 1985 o PCC integrou a “União Patriótica” (UP), movimento político amplo e democrático ao qual pertenciam também as FARC (na altura num processo de cessação de hostilidades e de pacificação). Na UP participavam igualmente diferentes grupos políticos de esquerda. Contra a UP foi desencadeada una operação de extermínio por parte de grupos narcotraficantes, militares e paramilitares de direita e extrema-direita. Só para o PCC isto representou um saldo de cerca de 3.000 militantes assassinados. Para as forças democráticas da Colômbia significou candidatos presidenciais, presidentes de câmaras, autarcas, sindicalistas, dirigentes associativos assassinados aos milhares. De forma selectiva nuns casos. Indiscriminadamente noutros.
    8. Nos últimos 10 anos (1997-2007) o total de assassinatos eleva-se a mais de 6 mil. São homens e mulheres, novos e velhos, com nome. Mas a comunicação social dominante cala-se, ou refere friamente os números. Não são mediáticos. Sobre isto os nossos bloguistas dizem nada. Desconhecimento? Indiferença? Ou, mais grave, estamos perante a concepção proto fascista de que «todo o comunista (ou democrata) morto é um bom comunista (ou democrata)»?
    9. Neste ano de 2007 o PCC participa na Frente Social e Política (FSP) e como tal trabalha no seio do Pólo Democrático Alternativo (PDA)
    10. O PDA elegeu 9 deputados em 166 e 11 senadores em 100. Destes 1 senador e 1 deputado são membros do PCC.
    11. O candidato do PDA às últimas eleições presidenciais na Colômbia, Carlos Gaviria Díaz (na foto), foi o 2º mais votado com 22,04% dos votos.
    12. O PCC edita desde 1957 o semanário «VOZ» por ocasião do seu 50º aniversário foi-lhe atribuído pelo parlamento colombiano a Medalha do Congresso. E recebeu as felicitações e os parabéns de entidades tão diversas como o embaixador da Argentina e a multinacional NESTLÉ. Será que também são apoiantes dos «criminosos e terroristas»?
    13. A 29 de Agosto, véspera da chegada do “El Niño” a Portugal, o PDA emitiu o seguinte comunicado onde se pode ler: «El Polo ha divulgado por todos los medios a su alcance – y ahora lo reitera – que rechaza, sin equívocos, el uso de las armas para llegar al poder y materializar las hondas reformas que la sociedad colombiana necesita con urgencia. Ha elegido sin vacilaciones la apelación a la voluntad popular como la única forma que estima viable y legítima para lograrlas.». O texto integral está na página de entrada do sítio na Internet do PCC…
    14. Esclarecimento final. Na Colômbia há várias organizações que se reclamam do marxismo-leninismo: o PCC, as FARC, um PCC clandestino criado pelas FARC, o PC da C (m-l), o PCC-M, o PPS.
    15. Espero ter dado algum contributo para uma visão mais concreta e informada.
    http://ocastendo.blogs.sapo.pt/39595.html

  6. Pingback: O Insurgente » Blog Archive » O PCP já não branqueia como antigamente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.