“Eu ainda sou do tempo em que só havia aquela ponte do Dr. Salazar”

O presidente do PS, Almeida Santos, invocou esta noite perigos de segurança para a localização de um aeroporto na margem Sul do rio Tejo, advertindo que uma “ponte dinamitada” poderá desligar o Sul do Norte do país.

“Um aeroporto na margem Sul tem um defeito: precisa de pontes. Suponham que uma ponte é dinamitada? Quem quiser criar um grande problema em Portugal, em termos de aviação internacional, desliga o Norte do Sul do país”, declarou Almeida Santos no final da reunião da Comissão Nacional do PS.

Público Última Hora.

A falta de vergonha continua, com contornos de cada vez maior desespero argumentativo, nas hostes do governo e respectivo partido.

Concretamente, no dia de hoje ficámos a saber que Almeida Santos ainda julga que só existe uma travessia sobre o Tejo. Mais: ficámos a saber que o problema da ligação da capital ao deserto da margem Sul é um real problema de “segurança nacional”, sujeito a criar “graves problemas à aviação internacional”. Fica a dúvida se os aviões precisam de pontes para fazer escala em Lisboa.

Mas Almeida Santos pode ficar descansado. Já existe uma segunda travessia do Tejo, a alguns quilómetros, há algum tempo (dos tempos do Papão Aníbal). Até já se planeia uma terceira, em Lisboa. Um bocado mais acima, em Vila Franca de Xira, tem outra. Ontem, o colega Lino inaugurou uma outra junto ao Carregado. Mais uns quilómetros, e tem outra em Santarém.

Pode estar descansado que ninguém o priva do acesso à Costa da Caparica, e que se alguma das pontes for “dinamitada”, haverá com certeza problemas bem mais graves que o isolamento do Sul do país do Norte ou “problemas na aviação internacional”.

3 pensamentos sobre ““Eu ainda sou do tempo em que só havia aquela ponte do Dr. Salazar”

  1. Para além da hipótese alvitrada por Almeida Santos gostava de listar mais algumas possíveis catastrofes que impossibilitam a instalação de um aeroporto na margem sul.

    1. Greve dos portageiros da ponte Vasco da Gama
    2. Corte da A12 pelos trabalhadores do Freeport de Alcochete
    3. Os saldos no Fórum Montijo
    4. Invasão da pista do aeroporto por manadas de vacas (ou camelos).
    5. Invasão espanhola (ou beduína) vinda de Badajoz pela A6.
    6. Criação de um Movimento Terrorista Campino
    7. Independência do Alentejo que criará instabilidade na parte Sul da Extremadura.
    8. Falta de capacidade de escoamento do tráfego na A2, A6, A12 e A13 (que como se sabe estão perto da saturação)

  2. lucklucky

    “Até já se planeia uma terceira, em Lisboa.”

    Se não me engano venderam-nos a Vasco da Gama como razão para afugentar o trânsito de Lisboa. Outro dia nas notícias o argumento para terceira era o mesmo…

  3. Como argolada o Dr. Almeida Santos dificilmente poderia ter feito pior.
    No meu blog tento desmontar o disparate mas, aqui, faço só uma pergunta, O Dr, Almeida Santos pensa que é fácil destruir uma ponte?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.