Madeira no Guiness

Diário Digital:

Uma elipse de fogo-de-artifício de seis quilómetros de extensão e 2,7 quilómetros de largura em torno da cidade do Funchal assinalou, à meia-noite, a entrada de 2007 na Região Autónoma da Madeira.

(…)

Esta representação pirotécnica, a cargo da empresa nortenha «Macedos Pirotecnia», envolveu 17 toneladas de fogo-de-artifício, 660.300 disparos, numa cadência de mais de 8 mil disparos por minuto e teve um custo de 1,2 milhões de euros (com IVA).

Dezenas de milhares de pessoas, entre locais, turistas (a ocupação hoteleira era de 94% num parque de 29 mil camas), passageiros e tripulantes em trânsito nos oito paquetes que escalaram o porto do Funchal (cerca de 10 mil) assistiram a este espectáculo, numa noite de luar e temperatura amena.

(…)

O Governo Regional investiu, este ano, no programa Festa de Natal e Fim-de-Ano 6,6 milhões de euros.

  1. Considerando que a taxa de IVA na Região Autónoma da Madeira é de 15%, o nível de consumo que permite ao Governo Regional recuperar o “investimento” atinge mais de 50 milhões de euros.
  2. Assumindo que cada turista gasta, em média, cerca de 100 euros por dia teria de haver, durante os 12 dias entre a Festa de Natal e Fim-de-Ano, uma estadia diária superior a 42 mil turistas de forma a estes pagarem a totalidade do “investimento” realizado pelo Governo de Alberto João Jardim.
  3. Para os valores anteriores serem atingidos, a ocupação média de camas teria de ser 73% (e que todas as camas fossem ocupadas por casais…).

Quem pagou o programa de festas? Turistas e… os madeirenses!!!

3 pensamentos sobre “Madeira no Guiness

  1. António Camacho

    “O Governo Regional investiu, este ano, no programa Festa de Natal e Fim-de-Ano 6,6 milhões de euros.
    Considerando que a taxa de IVA na Região Autónoma da Madeira é de 15%, o nível de consumo que permite ao Governo Regional recuperar o “investimento” atinge mais de 50 milhões de euros.”

    Não percebi! você por acaso não é contabilista do Guterres???

    “Quem pagou o programa de festas? Turistas e… os madeirenses!!!”

    Chama-se a isto Investimento num Cartaz Turístico e na marca Madeira(que até foi para o Guiness, logo MAIOR visibilidade, para uma região TURÍSTICA), +250.000 Madeirenses, +30.000 turistas estrangeiros, +1.000 continentais que ficaram em casa de amigos, estiveram presentes na noite de fim-de-ano…
    Sabe há quantos anos existe este Cartaz de Fim-de-Ano? Sabe o que é criar um Evento Âncora a nível Turístico? Quantos madeirenses é que você conhece que são contra este Investimento? gostaria de conhecer as razões…

    Bem, as Festas de Lisboa, Porto & Gaia, Sesimbra, Algarve foram pagas por quem? será que os Alentejanos, Transmontanos, Minhotos e Beirões gostam de pagar as festas litorais?

    Um Feliz Ano Novo e um pouco mais de conhecimento sobre assuntos Made In Madeira não era má ideia, porque a vontade é tanta, na proporção do desconhecimento, que torna-se ridículo o papel que blogs e media continuam a fazer, daquela que tem sido a única parte do país que se aproximou em termos de desenvolvimento da Europa dos 15, desde o 25 de Abril…mas isso não interessa nada…

  2. José Luís Pereira

    Se as suas contas estão certas, o investimento foi bom e tem e terá retorno. Portanto, o Alberto João continua com a razão. Sem rancores de um continental por a Madeira ser um Jardim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.