Compreender o putinismo VIII

Ocidentais, finalmente podemos pedir as devidas desculpas a Vladimir Putin.

El presidente ruso Vladímir Putin cree que Occidente debe pedirle perdón y por ello ha abierto una página web con un manifiesto que cualquier ciudadano occidental puede firmar. Traducida a varios idiomas, se trata de una carta dirigida tanto a Putin como a todo el pueblo de ruso, y cuyas primeras líneas van directas al grano: «Les rogamos acepten nuestras disculpas por el comportamiento de nuestros Gobiernos y medios de comunicación».

 

Leitura complementar: Compreender o putinismo.

Rand Paul, o novo falcão II

A opinião de Rand Paul, escrita pela próprio candidato presidencial. Prevê-se o rasgar de vestes na caixa de comentários.

Rand Paul: ‘I Am Not an Isolationist’.

If I had been in President Obama’s shoes, I would have acted more decisively and strongly against ISIS

Some pundits are surprised that I support destroying the Islamic State in Iraq and Greater Syria (ISIS) militarily. They shouldn’t be. I’ve said since I began public life that I am not an isolationist, nor am I an interventionist. I look at the world, and consider war, realistically and constitutionally.  I still see war as the last resort. But I agree with Reagan’s idea that no country should mistake U.S. reluctance for war for a lack of resolve.

As Commander-in-Chief, I would not allow our enemies to kill our citizens or our ambassadors. “Peace through Strength” only works if you have and show strength. (…)

Leitura complementar: Rand Paul, o novo falcão.

Um ano depois da guerra justa

Church

Contra os tipos a soldo da CIA e da Mossad.

One Year after Historic Attacks, Egypt Has Yet to Aid Christians

Few church buildings restored as Copts struggle to rebuild their lives.

One year after the attacks, Mina Thabet can still see the ruins in his mind; a seemingly endless series of scorched, hollowed-out church buildings, schools, homes and businesses stretching out across Egypt.

On Aug. 14, 2013, thousands of Muslims began a four-day rampage throughout the country seeking revenge for the military-backed, popular ouster of the Islamist president Mohamed Morsi. They attacked anything remotely associated with Christ, Christians or Christianity.

When it was over, Thabet, a well-known Coptic human rights activist, went to survey the damage. He said it was a life-changing experience.

“I visited Minya – it was awful,” he said. “When I got to the Corniche area, I saw how much damage had been done, and I saw the bathroom that had what remained of two people who were burned alive inside.”

A year has passed since the attacks, but Mina and others say that Christians are still struggling to rebuild their lives. After the first day of attacks, then-Defense Minister Abdel Fattah El-Sisi, now the nation’s president, publicly promised that the army would restore all church buildings destroyed in the attacks. Only five of the 32 destroyed church buildings have been rebuilt.

More importantly, Mina and others said, Christians have received no government assistance to replace more than 100 homes, businesses and other personal property lost in the attacks.

“There were three stages for rebuilding and renovating churches,” Mina said. “Of the three stages, they haven’t finished the first step, which doesn’t even include 10 churches. They haven’t done anything to help the people.”

O fabuloso destino de Ana Drago

Passa pela esquerda e pela eterna soma de divisões canhotas

A ex-dirigente do Bloco de Esquerda Ana Drago assumiu, esta quarta-feira, a criação de uma plataforma política de esquerda que congregue “movimentos que já estão no terreno” que tenha a “seriedade e humildade” de ser colocada “perante os votos dos portugueses”.

 

O Ranking das Esquerdas Mais Convergentes sempre esteve ultrapassado pela realidade interventiva d@s cidadad@s que querem tacho e pela natureza das coisas.

É provável, que à data da publicação do artigo tenham surgido de forma espontânea, outros movimentos de convergência da esquerda portuguesa. Assim sobrem pessoas e se redescubram causas. Afinal, precisamos de mais esquerdas por forma a tornar mais difícil a vida aos comediantes e a reinvenção permanente com um verdadeiro efeito multiplicador das petições on-lne.

Apoio fraterno, solidário e cultural

tocosta

A Cultura Apoia António Costa, é o título da petição de rentistas pessoas e individualidades variadas que se acham “a cultura”. Tendo em conta a guerra civil que floresce no Partido Socialista e alimenta o anedotário nacional, não será de estranhar que os “culturistas” apoiantes de António José Seguro lancem uma contra-petição a defender o líder como o grande homem de cultura que o partido, o país e o mundo precisam. Quando for lançada a petição A Cultura Apoia António José Seguro, estarei na primeira linha para a anunciar. O divertimento é quem mais ordena.

A pândega é livre

RT

O movimento/partido/agremiação unipessoal Livre, apesar da utilização ilegítima madeirense – motivo pelo qual os empreendedores locais estarão à partida excluídos da formação de uma alternativa ao governo verdadeiramente cool- apela a mais um diálogo à esquerda a pensar nas legislativas. Aviso grátis: o diálogo será hilariante longo, tendo em conta o ranking das esquerdas mais convergentes.

Estoril Political Forum 2014

epf

Recordo que termina hoje o prazo para inscrições na edição 2014 do Estoril Political Forum, organizado pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa. O Estoril Political Forum 2014 terá lugar de 23 a 25 de Junho e tem como tema geral “Reconsidering the Third Wave of Democratization”.

O programa preliminar completo está disponível aqui. As inscrições podem ser feitas aqui.

Ainda relativamente ao IEP-UCP, decorre até 30 de Junho a 2ª fase de candidaturas ao MA in Governance, Leadership and Democracy Studies e até 11 de Julho a 1ª fase de candidaturas aos programas de Mestrado e a Doutoramento em Ciência Política e Relações Internacionais.

No parque temático do Largo do Rato

Kim (1)

 

A imagem data de 2 de Outubro de 1977 e capta o Querido Líder Kim Jong Il, no parque recreativo de Taesong, em Pyongyang, Coreia do Norte . Por cá, às 17.30 h iniciar-se-à a reunião no Largo do Rato entre o Tó-Zé e o Costa. Para a animar a brincadeira liderança só falta a confirmação da presença do camarada Tino de Rans.

 

Uma grande vitória eleitoral II

To

Partido Socialista discute com grande alegria e motivação o programa de governo apresentado pelo Tó-Zé ao país e aos europeus.

Os críticos de Seguro estão à espera que Costa dê o primeiro passo para o apoiarem como candidato à liderança. Outra vez. Entre os socialistas é evidente o desconsolo com a fraca vantagem sobre a coligação. Sábado há Comissão Nacional.

Nos países comunistas a democracia e a liberdade jorram por todos os lados

Escreve o deputado comunista Miguel Tiago na sua página do Facebook

·  A abstenção, o branco e o nulo são a maior das invenções do capitalismo. Se os que não estão satisfeitos com o capitalismo não votam, deixam a decisão nas mãos dos que estão. É a ditadura perfeita.

 

Esta gente não prosa nada com a liberdade.

Eles (ainda) levam o festival muito a sério (3)

Miguel, há muito que a União Europeia, a Nato e evidentes forças de cariz fascizante ameaçam o Império Russo através de um festival de cantigas.No Eurofestival do ano passado, o excelso Sergei Lavrov não apreciou que a cançonetista do seu país fosse roubada e aproveitou o balanço para jurar que  o ultraje não ficaria sem resposta. O Presidente do Azerbeijão, cuja votação telefónica está na base da tragédia russa, ordenou um inquérito. Desconheço o resultado do apuramento da verdade mas deve ter impedido que se multiplicassem homens-verdes e referendos, Azerbeijão fora. O ditador Alexander Lukashenko também levantou justas suspeitas sobre a falsificação dos resultados.

Compreender o putinismo

KIRILL KUDRYAVTSEV (AFP)

KIRILL KUDRYAVTSEV (AFP)

Vladimir Putin desdobrou-se. Comemorou o Dia da Vitória na Crimeia e em Moscovo desenvolveram-se as habituais e ridículas paradas militares. De qualquer modo, a razão das comemorações parece-me evidente: a URSS foi a vencedora da II Guerra Mundial e o ego do Putin precisa de constante exposição. A presença da personagem em Sevastopol era inevitável. Em síntese, o putinismo promove o culto do líder, o sistema de partido relativamente único, o militarismo oficial que de vez em quando decide exercitar-se fora de fronteiras e na reclamação de territórios situados em estados vizinhos, o domínio dos serviços de segurança, em modo qb o inevitável anti-semitismo e a xenofobia, um apertado controlo da comunicação e informação e um sistema de propaganda estatal bem desenhado. Neste sentido e para se tirarem alguns retratos de parte da realidade russa actual, aconselho a leitura do artigo The seductive power of Seliger, de Kristina Silvan onde passeamos pelo putinismo, através de um campo de jovens  Ia-me esquecendo, Estaline iniciou a II Guerra Mundial, ao lado de Hitler.

Putin o excepcional V

Web

Também online, Vladimir Putin demonstra o quão extraordinário é. Em síntese: o controlo da internet acompanha o que de repressivo é feito pelo governo chinês e  a assinatura presidencial na lei que obriga ao registo dos bloggers e armazenamento de dados em solo russo, apertam um pouco mais o cerco à liberdade e aos bloggers

Adenda: Putin’s Human Rights Council Accidentally Posts Real Crimean Election Results; Only 15% Voted For Annexation. Será isto verdade?