La Palisse

Há uma série de pessoas em Portugal que se consideram iluminadas, porque, dizem, privilegiam a “política” face ao que classificam, depreciativamente, de “financês”. Muitos deles, são pessoas que foram para Direito ou outras áreas das humanidades, não por vocação pelas letras, mas porque, durante anos, reprovavam sistematicamente a matemática, e nunca foram capazes de calcular uma raiz quadrada.

Neste tempos difíceis que vivemos, quando discutem a solução para os problemas do país, à famosa “austeridade” contrapõem, com enorme propriedade, que é no crescimento económico e na criação de emprego que devem situar-se as prioridades da política doméstica e europeia. Não explicam, porém, como é que lá se chega. Aliás, e pelo contrário, defendem a pés juntos medidas que em tudo prejudicam quer o emprego quer o crescimento económico. Quando não se sabe somar nem multiplicar, mas apenas subtrair e dividir, é fácil fazer a quadratura do círculo. Difícil, mesmo, é lidar com a crise e a catástrofe a que estes “amantes da política” nos conduziram. Seria de rir, se a situação em que estamos não fosse de chorar.

10 thoughts on “La Palisse

  1. Há pouco, no parlamento e na mesma frase, mais de um deputado se queixava do endividamento de hoje, por um lado, e da falta de apoio social, pelo outro.
    Ou o dinheiro está a sair por um ralo, ou falta coragem para dizer “paremos de pagar a dívida”, ou há qualquer coisa que não está bem.

  2. Discordo. As dificuldades começavam logo na soma … a multiplicação, então, acabava com eles!

  3. O que não falta são pessoas que, supostamente, percebem de” financês” como o diretor da faculdade de Economia de Coimbra:

    “As políticas sociais e o Estado social são condição para lançar o crescimento económico”, sem o qual não será possível vencer a crise, disse o diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, José Reis, durante um debate sobre “A segurança social pública”.

    “é preciso mais Estado e investimento público, sobretudo no domínio das políticas sociais”…

    Anda tudo maluco…

  4. áreas profissionais representadas no parlamento:
    40% direito
    40% professores
    20% outros…..

    enfim acho que está tudo dito…

  5. Rodrigo,

    é verdade que “Quando não se sabe somar nem multiplicar, mas apenas subtrair e dividir, é fácil fazer a quadratura do círculo”, pelo que o “finances” é fundamental.

    Mas não é suficiente. É preciso muito mais que “finances” para os momentos criticos.

    Porque se há muito politico que não sabes a raiz quadradra, há tambem por ai muito gestor financeiro para quem a seguinte premissa é verdadeira:

    Se uma mulher leva 9 meses a ter um filho…então, 9 mulheres teem o filho num mes.

    …e mesmo sem ser preciso ffazer contas, qualquer um de nós percebe que isto é falso.

    Mais acrescento, que foram precisamente os “financeiros” os tais que sabiam fazer contas, que suportaram os ActivosToxicos e todo o caos que dai surgiu,
    donde se conclui que fazer contas só por si não tira ninguem da crise.

  6. Já houve um gajo qualquer que explicou que o crescimento económico consiste no aumento da exportação de pasteis de nata.

  7. Por acaso há alguns exemplos de sucesso nesse campo.
    Tem mais alguma sugestão?

  8. Seguro, por exemplo, tem o curso de Relações Internacionais. Que motiva as pessoas a tirar um curso desses? Um amor irresistível por …. relações entre diferentes povos??

  9. Bom post e bons comentários!

    JP o seu comentário está divinal.

    Que pérola que apanhou!

    Como é que a imprensa não escrutina estas contradições é que não percebo. Aliás até percebo e sei como funciona, mas mais uma vez, é triste serem coniventes com esta mediocricidade.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s